O Jogo

E o melhor é... Darwin

Uruguaio do Liverpool distinguid­o na Premier League por uma empresa especializ­ada em estatístic­a, que cruzou vários itens de desempenho para escolher o vencedor

- RODRIGO CORTEZ

Foram 12 as ações que contaram para a elaboração de uma lista que na segunda posição tem Ollie Watkins, do Aston Villa. Entre elas contavam-se dribles ou ocasiões criadas, por exemplo.

O melhor avançado da atualidade na Premier League é Darwin Nuñez, o uruguaio que o Liverpool contratou ao Benfica em 2022. A distinção é atribuída pela Opta, empresa especializ­ada em dados estatístic­os no desporto, e foi baseada no cruzamento de vários itens relativos ao desempenho de todos os avançados da Premier nos jogos a contar para as várias competiçõe­s (liga, taças, supertaça e provas europeias).

Foram 12 os itens que contaram para este ranking: golos marcados, assistênci­as, golos esperados (xG), assistênci­as esperadas, grandes ocasiões criadas, dribles bem sucedidos, posses de bola ganhas na defesa, remates, remates enquadrado­s, precisão dos remates, percentage­m de remates transforma­dos em golos e toques na grande área contrária.

O uruguaio do Liverpool venceu comum total de 78 por cento, ele que esta época, apesar de ter sido criticado na fase inicial, entrou nos eixos nos últimos meses, somando já um total de 17 golos apontados em todas as competiçõe­s ao serviço dos reds, dez dos quais na Premier League. Quanto a assistênci­as, soma 14, pelo que no total participou diretament­e em 31 dos 120 golos da equipa esta época.

Haaland tem muito mais golos (29) do que Darwin, mas não entra sequer nos cinco primeiros da lista, uma vez que tem desempenho­s mais baixos nos outros dos 12 itens que contavam para esta eleição.

Na segunda posição ficou Ollie Watkins, avançado do Aston Villa com 76 por cento (22 golos apontados e dez assistênci­as), seguindo-se o dinamarquê­s Rasmus Hojlund com 75 por cento. Em época de estreia na liga inglesa, este avançado de 21 anos demorou a adaptar-se, mas nas últimas jornadas realizadas tem estado verdadeira­mente imparável, com sete golos marcados em seis jogos e ainda duas assistênci­as.

A fechar o top-5 posicionar­am-se dois brasileiro­s: Rodrigo Muniz (71 por cento), que tem sido uma das grandes surpresas da época em Inglaterra, às ordens de Marco Silva no Fulham, e Richarliso­n, homem que habitualme­nte joga na posição mais adiantada do Tottenham (69).

Aquando da sua passagem pelo futebol português, Darwin ganhou o prémio de melhor jogador do campeonato em 2021/22, distinção atribuída pela Liga Portugal, após uma temporada com 34 golos e quatro assistênci­as. Na atual dificilmen­te pode atingir os mesmos números, mas já superou os registos da época passada, quando apontou 15 golos pelo Liverpool.

 ?? ?? O uruguaio do Liverpool não se distingue apenas pelos golos marcados
O uruguaio do Liverpool não se distingue apenas pelos golos marcados

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal