O Jogo

João Sousa reforça a pegada catalã

Apurado para os quartos de final do Challenger de Girona, continua a desfrutar e a ganhar na última atuação no estrangeir­o Aproveitar e ganhar está a ser a receita do minhoto nesta passagem pela antecâmara do Estoril Open e ponto final definitivo na carre

-

MANUEL PÉREZ

A última exibição, alémfronte­iras, do maior tenista português de todos os tempos prossegue no Club Tennis de Girona e aguarda pelo momento em que se despede da Catalunha. Onde tudo começou, em setembro de 2004, pouco antes de disputar o primeiro encontro pontuável para o ranking ATP, num Future ITF em San Cugat. Ontem, somou a vitória 606 em 1138 encontros, ao qualificar­se para os quartos de final do Challenger da Costa Brava.

Corrigiu uma entrada em falso (2-4), vencendo por 6-4 e a seguir por 6-2, frente ao espanhol Alejandro Moro, e ficou na expectativ­a de defrontar Gastão Elias. Faltou, mais tarde, ao amigo da Lourinhã ganhar o terceiro set ao catalão Sánchez-Izquierdo, mas tem a possibilid­ade de começar a jogar, amanhã, o qualifying do Estoril Open como convidado.

Voltando às emoções que João Sousa vive na região onde se radicou há duas décadas, está a ser uma “semana muito bonita e que me traz boas memórias”, diz, fazendo

questão de sublinhar uma delas: “Foram muitos anos a chegar ao aeroporto de Barcelona, um local que me transmitia diferentes sentimento­s de casa, como acontece quando se sucedem as partidas ou as chegadas”.

Parte do conforto que está a sentir em Girona vem dos amigos catalães que o estão a apoiar e não se importam de ficar até ao domingo de Páscoa. “É outro aspeto que me traz belas memórias e eles sabem como desfruto de tanto carinho”. O apuramento para as meias-finais, frente ao carrasco de Elias, será o último ou mais um passo na preparação para a despedida no Estoril.

 ?? ?? João Sousa vai disputar o 1139º encontro da carreira
João Sousa vai disputar o 1139º encontro da carreira

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal