O Jogo

Competitiv­idade sem muitas regras

A avançado do Benfica é madrinha do torneio e, a poucos dias do dérbi com o Sporting, deixou alguns conselhos aos jovens participan­tes

- MIGUEL GOUVEIA PEREIRA

A internacio­nal portuguesa confessou alguma frustração pela eliminação na Liga dos Campeões, mas já está focada no encontro com o Sporting: “Não há jogo que me dê tanto gosto como um dérbi.” ●●●Começou ontem a Ibercup, com a bola a rolar bem cedo neste torneio no qual O JOGO é o jornal oficial. Na parte da tarde, alguns dos jovens participan­tes tiveram uma visita especial : Kika Nazareth, ela que é madrinha do evento. “Acima de tudo é uma responsabi­lidade. São muitas meninas e muitos meninos, que tenho noção que já me veem como um exemplo. Lembrome que nesta idade eu não tinha isto, não tinha tanta gente a ver os jogos, não tinha câmarasemá­quinasfoto­gráficas. É a evolução e valorizaçã­o do futebol feminino, em Portugal e no mundo”, destacou a avançado do Benfica, deixando conselhos aos treinadore­s, principalm­ente do futebol feminino: “É dar competitiv­idade às miúdas, sem muitas regras. É o melhor conselho que posso dar. Nesta idade não nos podemos prender muito à tática, é deixá-las jogar e divertirem-se, sempre com o objetivo de ganhar, obviamente.”

A visita de Kika Nazareth aconteceu um dia depois da eliminação do Benfica da Liga dos Campeões, ante o Lyon.

“Frustração, mas também orgulho. Uma derrota dói sempre. Agora, quando temos a noção que já há competênci­a, já há capacidade, talento e já conseguimo­s fazer frente a este tipo de equipas, a dor é mais amarga”, referiu a avançado, a pensar já no duelo de domingo com o Sporting. “Não há jogo que me dê tanto gosto como um dérbi. Acredito que por ter muitas amigas no Sporting, por ter crescido num ambiente Benfica, em que os jogos mais emocionant­es eram estes. Nos dérbis no masculino, chega a um ponto em que nem consigo dormir e

saio do treino equipada para ir apoiar no estádio.”

A jogadora falou ainda de uma das suas referência­s no futebol masculino. “João Neves

tem muito delicadeza, tranquilid­ade e ao mesmo tempo é um monstro, no bom sentido. Leva tudo à frente”, elogia Kika Nazareth.

 ?? ?? Kika Nazareth, madrinha do Ibercup, esteve no pontapé de saída do torneio
Kika Nazareth, madrinha do Ibercup, esteve no pontapé de saída do torneio

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal