AN­TE­VI­SãO DO 1ST EMYO

OftalPro - - SUMÁRIO -

O pri­mei­ro Eu­ro­pe­an Me­e­ting of Young Ophthal­mo­lo­gists es­tá agen­da­do pa­ra os di­as 11 e 12 de ju­lho e vai de­cor­rer na ci­da­de do Por­to.

O pri­mei­ro Eu­ro­pe­an Me­e­ting of Young Ophthal­mo­lo­gists es­tá agen­da­do pa­ra os di­as 11 e 12 de ju­lho. A ci­da­de do Por­to foi a es­co­lhi­da pa­ra re­ce­ber es­te even­to in­ter­na­ci­o­nal, que tra­rá um pro­gra­ma ci­en­tí­fi­co de­di­ca­do à for­ma­ção, vis­to ser um en­con­tro pa­ra jo­vens.

Por­tu­gal tem es­ta­do ca­da vez mais em al­ta no pa­no­ra­ma ge­ral da Of­tal­mo­lo­gia. Re­cen­te­men­te, te­mos pre­sen­ci­a­do avan­ços na área da ci­rur­gia co­mo a prá­ti­ca da li­po­es­tru­tu­ra da ór­bi­ta, re­co­nhe­ci­men­tos de qua­li­da­de, tal co­mo o da uni­da­de de Of­tal­mo­lo­gia do Ins­ti­tu­to CUF, a or­ga­ni­za­ção de con­gres­sos in­ter­na­ci­o­nais do gé­ne­ro do 5º Con­gres­so Mun­di­al so­bre Con­tro­vér­si­as em Of­tal­mo­lo­gia, e o re­co­nhe­ci­men­to de in­ves­ti­ga­do­res, o ca­so da dis­tin­ção do es­tu­do das co­res de Sér­gio Nas­ci­men­to, pro­fes­sor da Uni­ver­si­da­de do Mi­nho, e a atri­bui­ção do pré­mio Ví­de­os Ci­rúr­gi­cos Ci­en­tí­fi­cos ao Ser­vi­ço de Of­tal­mo­lo­gia do Cen­tro Hos­pi­ta­lar de Se­tú­bal, di­ri­gi­do por Da­vid Mar­tins, pe­lo es­tu­do “A New and dif­fe­rent epi­re­ti­nal mem­bra­ne pe­e­ling te­ch­ni­que”. As­sim, não é de es­tra­nhar que se or­ga­ni­ze a pri­mei­ra edi­ção do Eu­ro­pe­an Me­e­ting of Young Oph­tahl­mo­lo­gists (EMYO) em Por­tu­gal, ideia que foi con­ce­tu­a­li­za­da em 2013 pe­la So­ci­e­da­de Por­tu­gue­sa de Of­tal­mo­lo­gia (SPO) e pe­la SPO Jo­vem que, segundo Ana Quin­tas, “te­ve pos­te­ri­or­men­te o aval da So­ci­e­da­de Eu­ro­peia de Of­tal­mo­lo­gia”. Re­la­ti­va­men­te à es­co­lha do Por­to, a co­or­de­na­do­ra da SPO Jo­vem e mé­di­ca of­tal­mo­lo­gis­ta no Cen­tro Hos­pi­tal Lis­boa Nor­te/Hos­pi­tal de San­ta Ma­ria ex­pli­ca que “é uma ci­da­de re­cen­te­men­te con­si­de­ra­da nos des­ti­nos eu­ro­peus mais in­te­res­san­tes”. Por exem­plo, o New York Ti­mes ele­geu, no ano pas­sa­do, a ci­da­de co­mo des­ti­no a vi­si­tar e o Ae­ro­por­to Sá Car­nei­ro re­ce­beu na mes­ma al­tu­ra o mai­or nú­me­ro de pas­sa­gei­ros da his­tó­ria da em­pre­sa: 6 050 094 de pes­so­as. “O cen­tro his­tó­ri­co con­si­de­ra­do pa­tri­mó­nio mun­di­al pe­la UNESCO”, com destaque pa­ra a Tor­re dos Clé­ri­gos que com­ple­tou 250 anos de exis­tên­cia, tor­na a ci­da­de um des­ti­no mui­to ape­te­cí­vel pa­ra vi­si­tar, po­ten­ci­a­do pe­los “fá­ceis e eco­nó­mi­cos aces­sos aé­re­os a múl­ti­plas ci­da­des eu­ro­pei­as, que tor­nam a re­gião um des­ti­no de ex­ce­lên­cia pa­ra uma Reu­nião Eu­ro­peia de Jo­vens Of­tal­mo­lo­gis­tas (Eu­ro­pe­an Me­e­ting of Young Ophthal­mo­lo­gists)”, com­ple­tou Ana Quin­tas. A SPO Jo­vem apro­vei­ta a ex­pe­ri­ên­cia da ins­ti­tui­ção “mãe”, vis­to que é cons­ti­tuí­da por to­dos os só­ci­os da SPO que são in­ter­nos de Of­tal­mo­lo­gia ou re­cém-es­pe­ci­a­lis­tas, e de­di­ca-se em ex­clu­si­vo a quem se es­tá a es­tre­ar na área pe­la ver­ten­te pro­fis­si­o­nal. O con­gres­so é as­sim de jo­vens pa­ra jo­vens, cu­jo ob­je­ti­vo é “apro­xi­mar os of­tal­mo­lo­gis­tas jo­vens eu­ro­peus, atra­vés de uma reu­nião ci­en­tí­fi­ca que pri­ma pe­lo di­da­tis­mo das su­as ses­sões, es­ti­mu­lan­do a tro­ca de ex­pe­ri­ên­ci­as ci­en­tí­fi­cas, clí­ni­cas e ci­rúr­gi­cas in­ter-pa­res”. As­sim, os te­mas pri­mam es­sen­ci­al­men­te pe­la for­ma­ção, de for­ma a abrir portas a mais áre­as de es­pe­ci­a­li­za­ção. Segundo ex­pli­ca Ana Quin­tas, “o pro­gra­ma do EMYO é es­sen­ci­al­men­te di­ri­gi­do pa­ra te­mas que são im­por­tan­tes pa­ra jo­vens es­pe­ci­a­lis­tas e in­ter­nos, no­me­a­da­men­te na com­po­nen­te ci­rúr­gi­ca das vá­ri­as áre­as da Of­tal­mo­lo­gia e so­bre as opor­tu­ni­da­des for­ma­ti­vas por to­da a Eu­ro­pa”. A es­co­lha dos di­as, em con­cre­to uma sex­ta-fei­ra e um sá­ba­do num mês ti­pi­ca­men­te mais cal­mo, dão aos par­ti­ci­pan­tes agi­li­da­de tem­po­ral pa­ra aten­der em ple­no à ini­ci­a­ti­va. “Na sex­ta-fei­ra, te­re­mos oi­to ses­sões teó­ri­cas e qua­tro ‘workshops’ prá­ti­cos. No sá­ba­do, te­rá lu­gar uma ses­são de ca­sos clí­ni­cos e uma me­sa re­don­da com o tí­tu­lo ‘Let´s talk about re­si­dency in Eu­ro­pe’”, com­ple­tou Ana Quin­tas.

Te­mas

Com o aval ci­en­tí­fi­co da So­ci­e­da­de Por­tu­gue­sa de Of­tal­mo­lo­gia, da So­ci­e­da­de Eu­ro­peia de Of­tal­mo­lo­gia e, em par­ti­cu­lar, do Young Oph­tahl­mo­lo­gists Group, es­pe­ra-se as­sim um pro­gra­ma ci­en­tí­fi­co com te­mas de gran­de re­le­vo. “Du­ran­te o con­gres­so vão ser abor­da­dos te­mas e ques­tões atu­ais co­mo as in­di­ca­ções e téc­ni­cas ci­rúr­gi­cas pa­ra o Glau­co­ma, Ci­rur­gia de Ur­gên­cia, co­mo atin­gir a Eme­tro­pia na

Ci­rur­gia de Ca­ta­ra­ta, en­tre ou­tros”, ex­pli­cou Ana Quin­tas. No en­tan­to, exis­ti­rão tam­bém ’workshops’ de­di­ca­dos a téc­ni­cas ci­rúr­gi­cas de Es­tra­bis­mo e re­so­lu­ção de com­pli­ca­ções de fa­co­e­mul­si­fi­ca­ção, Ci­rur­gia à Ca­ta­ra­ta de téc­ni­ca avan­ça­da que en­vol­ve a as­pi­ra­ção do cris­ta­li­no atra­vés de mi­croin­ci­são, pa­ra pos­te­ri­or­men­te co­lo­car uma len­te in­tra­o­cu­lar.

Pa­les­tran­tes

Pa­ra um pro­gra­ma al­go es­pe­cí­fi­co, a es­co­lha dos pa­les­tran­tes te­ve de se­guir uma li­nha tam­bém úni­ca. As­sim, a SPO Jo­vem con­tou mais uma vez com o apoio das ins­ti­tui­ções “mãe” pa­ra es­co­lher mé­di­cos of­tal­mo­lo­gis­tas eu­ro­peus lí­de­res na área de es­pe­ci­a­li­za­ção, com re­pu­ta­ção in­ter­na­ci­o­nal e tra­ba­lho re­co­nhe­ci­do. Es­pe­ram-se as­sim pa­ra bre­ve con­fir­ma­ções, que a Of­talP­ro te­rá em pri­mei­ra mão. O que dis­tin­gue es­te even­to de mui­tos ou­tros se­me­lhan­tes ou de di­men­sões su­pe­ri­o­res é o pi­o­nei­ris­mo, vis­to que a ideia é “abrir portas pa­ra o iní­cio de um no­vo mo­de­lo de reu­niões, di­ri­gi­dos es­pe­ci­fi­ca­men­te pa­ra a no­va ge­ra­ção da Of­tal­mo­lo­gia, com a gran­de van­ta­gem de in­tro­du­zir uma pers­pe­ti­va eu­ro­peia”, ex­pli­cou Ana Quin­tas.

Ex­pe­ta­ti­vas

As ex­pe­ta­ti­vas pa­ra es­ta pri­mei­ra edi­ção são as­sim mui­tas. “Sen­do es­te um en­con­tro pa­ra in­ter­nos de of­tal­mo­lo­gia eu­ro­peus, con­si­de­ra­mos que es­te pos­sa ser um pon­to de par­ti­da pa­ra um in­ter­câm­bio e tro­ca de ex­pe­ri­ên­ci­as en­tre in­ter­nos de vá­ri­os paí­ses”, con­si­de­rou a co­or­de­na­do­ra. Com­ple­ta ain­da que é es­pe­ra­do que os “te­mas ci­en­tí­fi­cos e de for­ma­ção em Of­tal­mo­lo­gia se­jam do in­te­res­se co­mum, com uma com­po­nen­te prá­ti­ca e de dis­cus­são de ca­sos clí­ni­cos mo­ti­van­te e que pos­sa ser­vir de pla­ta­for­ma pa­ra a par­ti­lha de co­nhe­ci­men­tos”. A Of­talP­ro con­ta mar­car pre­sen­ça nes­te even­to que pro­me­te ocu­par um lu­gar de re­le­vo na ca­len­da­ri­za­ção de con­gres­sos e en­con­tros de Of­tal­mo­lo­gia.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.