Au­to­mó­veis

Com a che­ga­da do no­vo XE, a Ja­guar re­gres­sa a um seg­men­to de mercado de on­de não guar­da bo­as me­mó­ri­as, com a pro­mes­sa de dar lu­ta aos rivais ger­mâ­ni­cos Au­di, BMW e Mer­ce­des.

PC Guia - - INDICE -

Re­nault Es­pa­ce Ini­ti­a­le Pa­ris Ja­guar XE

OXE é o re­gres­so da Ja­guar ao mercado dos fa­mi­li­a­res mé­di­os, mercado es­se do­mi­na­do pe­los Au­di A4, BMW Sé­rie 3 e Mer­ce­des Clas­se C. Re­cor­ren­do à pla­ta­for­ma mo­du­lar do no­vo XF e do fu­tu­ro SUV F-Pa­ce, es­ta sur­pre­en­deu em an­da­men­to pe­lo ex­ce­len­te com­por­ta­men­to, tan­to em ter­mos de con­for­to co­mo em ter­mos di­nâ­mi­cos, mes­mo ten­do em con­ta que nes­te ca­so a vi­a­tu­ra de tes­tes vi­nha equi­pa­da com a sus­pen­são me­câ­ni­ca e não com a mais avan­ça­da sus­pen­são adap­ta­ti­va. A di­rec­ção, que mes­mo sen­do a pri­mei­ra de ac­tu­a­ção eléc­tri­ca usa­da pe­la mar­ca, re­ve­lou ser uma das mais co­mu­ni­ca­ti­vas do seg­men­to. Ajus­tan­do os mo­dos de con­du­ção do ECO pa­ra o Di­nâ­mi­co, as di­fe­ren­ças de com­por­ta­men­to são sig­ni­fi­ca­ti­vas, re­ve­lan­do as ap­ti­dões des­por­ti­vas des­te mo­de­lo, que são ain­da mais evi­den­tes quan­do uti­li­za­do um rit­mo mais ace­le­ra­do. Nes­te cam­po, o XE re­ve­lou não es­tar atrás dos rivais, bem pe­lo con­trá­rio, sen­do aju­da­do pe­lo de­sem­pe­nho efi­caz da mo­to­ri­za­ção 2.0d In­ge­nium de 180 cv e da trans­mis­são­são au­to­má­ti­ca de oi­to ve­lo­ci­da­des, que po­de ser usa­da em mo­do des­por­ti­vo ou em mo­do ma­nu­al, re­cor­ren­do as­sim às pa­ti­lhas co­lo­ca­das atrás do vo­lan­te. E já que fa­la­mos em mo­tor, es­te, que foi de­sen­vol­vi­do e ori­gi­nal­men­te lan­ça­do no Ran­ge Ro­ver Evo­que, re­ve­la ago­ra uma as­so­ci­a­ção per­fei­ta com o chas­sis do XE, pe­can­do ape­nas pe­lo iso­la­men­to so­no­ro me­nos efi­caz pa­ra o ha­bi­tá­cu­lo. Vi­su­al­men­te, o XE apre­sen­ta ou­tro ar­gu­men­to de pe­so a seu fa­vor, a ex­clu­si­vi­da­de e a clas­se das su­as li­nhas, com uma fren­te agres­si­va e ti­pi­ca­men­te Ja­guar, e um per­fil bai­xo e atra­en­te. Es­te, in­fe­liz­men­te, aca­ba por pre­ju­di­car no aces­so aos lu­ga­res tra­sei­ros, al­go que não aca­ba por não influencia­r o bom ambiente a bor­do no ha­bi­tá­cu­lo, que res­pi­ra clas­se por to­dos os po­ros. Aqui des­ta­ca-se a ori­gi­nal ro­da da trans­mis­são, que so­be quan­do da­mos à ig­ni­ção, e o no­vo sis­te­ma de in­fo­en­tre­te­ni­men­to, com­pos­to por um ecrã táctil de oi­to po­le­ga­das que apre­sen­ta um no­vo gra­fis­mo e no­vas fun­ci­o­na­li­da­des, qua­se ao ní­vel do ofe­re­ci­do pe­las ver­sões mais com­ple­tas dos rivais.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.