MUL­TI­MÉ­DIA: VÍ­DEO E FOTOGRAFIA

PC Guia - - CAPA -

Se já mui­to pou­ca gen­te com­pra um ta­blet pa­ra usar co­mo má­qui­na fo­to­grá­fi­ca ou câ­ma­ra de ví­deo, mui­to me­nos is­so vai acon­te­cer com um dis­po­si­ti­vo co­mo o Sur­fa­ce Pro 4. Quer o seu pe­so (800 gra­mas), quer as su­as di­men­sões (30x20 cm) vão ser um en­tra­ve a que use es­te equi­pa­men­to pa­ra a cap­ta­ção de ima­gem. E é pe­na que se­ja as­sim, uma vez que am­bas as câ­ma­ras (fron­tal e tra­sei­ra) têm ca­pa­ci­da­de pa­ra gra­var ví­deo a 1080p. No cam­po do ví­deo, o mais im­por­tan­te é o uso do Sur­fa­ce Pro 4 pa­ra as vi­de­o­con­fe­rên­ci­as pe­lo Sky­pe, por exem­plo, on­de o sen­sor se por­ta mui­to bem. É cla­ro que, nu­ma si­tu­a­ção on­de não te­nha mais qual­quer re­cur­so pa­ra fo­to­gra­far ou fil­mar, po­de­rá usar es­te hí­bri­do pa­ra que não per­ca o mo­men­to. Sem­pre que o pre­ci­sei de fa­zer, a gran­de di­fi­cul­da­de foi mes­mo a que já des­cre­vi em ci­ma: di­men­sões e ta­ma­nho im­pe­di­ram um ma­nu­se­a­men­to con­for­tá­vel do Sur­fa­ce. Co­mo o es­ta­bi­li­za­dor de ima­gem tam­bém não se mos­trou na­da de es­pe­ci­al, a gra­va­ção de ví­deo aca­bou por ser mais com­pli­ca­da que a cap­ta­ção de fotos. De­pois de ter as ima­gens co­mi­go, che­gou a al­tu­ra de as edi­tar. O pri­mei­ro im­pul­so foi re­cor­rer a soft­ware de ter­cei­ros, co­mo o GIMP pa­ra as fotos, ou o Vi­de­oPad pa­ra os pe­que­nos fil­mes. Mas co­mo a ideia era fa­zer tu­do com re­cur­so a apps da Mi­cro­soft, es­ta­va na al­tu­ra de con­vo­car, pri­mei­ro, o Win­dows Mo­vie Ma­ker (WMM). E aqui co­me­ça­ram as de­si­lu­sões no cam­po da edi­ção: es­te soft­ware não é su­por­ta­do pe­lo Win­dows 10 e, por is­so, não vem ins­ta­la­do no Sur­fa­ce Pro 4. O WMM foi o pri­mei­ro edi­tor de ví­deo que usei pa­ra mon­tar uns ví­de­os que fa­zia por brin­ca­dei­ra. Lem­bro-me de ser sim­ples, de não ter aque­la cha­ti­ce da ren­de­ri­za­ção e de ter uns bons efei­tos pa­ra usar nos cli­pes; tam­bém era pos­sí­vel gra­var o ví­deo em de­ze­nas de for­ma­tos. Re­su­min­do: o WMM era mui­to bom pa­ra fa­zer sli­deshows de fotos e cri­ar pe­que­nos ví­de­os. Vol­tei a usá-lo de for­ma es­po­rá­di­ca al­guns anos de­pois, mas na pas­sa­gem pa­ra os Mac fi­quei ren­di­do pa­ra sem­pre ao iMo­vie. A úni­ca for­ma de “res­sus­ci­tar” o WMM foi fa­zer o down­lo­ad no si­te da Mi­cro­soft do Win­dows Es­sen­ti­als (bit.ly/1Kya­blv), um con­jun­to de apps que ac­tu­al­men­te ser­ve pa­ra na­da, ten­do em con­ta que o Win­dows 10 já as tem sob for­ma de ou­tro soft­ware (por exem­plo, a app Cor­reio já exis­te e o Mes­sen­ger pas­sou pa­ra o Sky­pe). Mes­mo as­sim, se qui­ser ape­nas o Mo­vie Ma­ker, tem tam­bém de “le­var” com a ins­ta­la­ção da Ga­le­ria de Fo­to­gra­fi­as, uma obri­ga­to­ri­e­da­de que é di­fí­cil de com­pre­en­der. Co­mo a in­ter­fa­ce do WMM é pra­ti­ca­men­te a mes­ma há dez anos, há bo­as e más no­tí­ci­as: por um la­do con­ti­nua a ser mui­to sim­ples edi­tar ví­de­os e na­ve­gar pe­los me­nus, por ou­tro, pa­re­ce que es­ta­mos a usar uma má­qui­na vir­tu­al com o XP ins­ta­la­do, da­do o de­sign ser tão anos 2000. Do ví­deo pas­sa­mos pa­ra a ima­gem pa­ra­da e pa­ra a app Fo­to­gra­fi­as. Mais uma vez, a Mi­cro­soft de­ci­diu “ma­tar” uma app his­tó­ri­ca, nes­te ca­so, o Win­dows Pho­to Viewer (po­de ver na pá­gi­na 36 co­mo o ter de vol­ta). Con­tu­do, aqui a fal­ta não é tão gra­ve e no­ta­da co­mo acon­te­ce com o WMM. Con­ti­nu­a­mos a ter o clás­si­co Paint (mais uma vez, com uma in­ter­fa­ce que pa­re­ce ter saí­do di­rec­ta­men­te do Win­dows XP) e há uma no­va app cha­ma­da Fresh Paint, mais ar­tís­ti­ca e di­rec­ci­o­na­da pa­ra quem qui­ser fa­zer pin­tu­ras di­gi­tais, em­bo­ra per­mi­ta fa­zer edi­ção (mui­to sim­plis­ta) de ima­gem. Mas a app que de­ve ter de­bai­xo de olho nes­te cam­po é mes­mo a Fo­to­gra­fi­as, já per­fei­ta­men­te adap­ta­da ao de­sign e ao am­bi­en­te Win­dows 10. Aqui po­de­mos or­ga­ni­zar as fotos por Ál­buns e Co­lec­ções ou, ao cli­car nu­ma fo­to, lan­çar uma bar­ra de to­po que tem al­gu­mas fer­ra­men­tas de edi­ção de ima­gem: en­tre fil­tros, efei­tos e tons de cor, há bons re­cur­sos pa­ra usar. A app es­tá mui­to em li­nha com as que usa­mos em to­dos as pla­ta­for­mas mo­bi­le pa­ra fa­zer aque­las edi­ções à la Ins­ta­gram, por is­so são mais que su­fi­ci­en­tes pa­ra um uso ca­su­al.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.