CA­PA

PC Guia - - CAPA -

Há quem di­ga que o smartpho­ne veio ame­a­çar o li­vro e que há ca­da vez mais pes­so­as que es­tão a di­re­ci­o­nar a sua aten­ção para o ecrã do te­le­fo­ne e a dei­xar os s livros ar­ru­ma­dos a um can­to. É tudo mui­to dra­má­ti­co na te­o­ria, mas na prá­ti­ca a coi­sa não fun­ci­o­na bem as­sim. Com o smartpho­ne e a sua in­fi­ni­da­de de apli­ca­ções de no­tí­ci­as, sal­va-vi­das de ar­ti­gos para ler mais tar­de e ain­da apps vi­ra­das ape­nas para a ex­pe­ri­ên­cia de lei­tu­ra no smartpho­ne ou ta­blet… a verdade é que só não lê mais quem não qui­ser. É que já nem há gran­des des­cul­pas para di­zer que os livros ocu­pam es­pa­ço na mo­chi­la – afi­nal, an­da­mos sem­pre com o smartpho­ne, não é? Va­le a pe­na dar uma opor­tu­ni­da­de às apps para livros no smartpho­ne, que, além de per­mi­ti­rem a com­pra de ebo­oks atra­vés das apps, aju­dam a ge­rir a sua bi­bli­o­te­ca. E, cla­ro, ou­tro pon­to for­te, po­de ter de­ze­nas ou cen­te­nas de livros no smartpho­ne, con­cen­tra­dos no mes­mo sítio. Além dis­so, ca­da uti­li­za­dor po­de per­so­na­li­zar a sua app: es­co­lher um te­ma cla­ro, sé­pia ou noc­tur­no e tam­bém ter aces­so ao mo­do de lei­tu­ra à noi­te, que vai adap­tan­do a lu­mi­no­si­da­de do ecrã à me­di­da que a luz na­tu­ral se al­te­ra. Al­gu­mas des­tas apps, co­mo a Go­o­gle Livros e a iBo­oks já es­tão in­cluí­das au­to­ma­ti­ca­men­te no sis­te­ma ope­ra­ti­vo do smartpho­ne, por­tan­to não pre­ci­sa de fa­zer gran­de coi­sa, além de car­re­gar ou com­prar livros e fa­zer a ges­tão da sua bi­bli­o­te­ca. Se não gos­tar da app do sis­te­ma, tam­bém há para ex­pe­ri­men­tar a Kin­dle, on­de tam­bém é pos­sí­vel per­so­na­li­zar a sua ex­pe­ri­ên­cia de lei­tu­ra.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.