DE­VO­LO DLAN 1000 DUO+

PC Guia - - LAB -

A tec­no­lo­gia de re­de power­li­ne é das da­que­las in­ven­ções que res­pon­dem a um pro­ble­ma re­al que os uti­li­za­do­res de tec­no­lo­gi­as têm: co­mo le­var si­nal de re­de de um pon­to para ou­tro com ve­lo­ci­da­de e dis­po­ni­bi­li­da­de, quan­do o Wi-Fi não chega.A De­vo­lo, em­pre­sa ale­mã es­pe­ci­a­lis­ta nes­te ti­po de hard­ware, tem uma ofer­ta com­ple­ta des­te gé­ne­ro com pro­du­tos que per­mi­tem atin­gir ve­lo­ci­da­des que vão dos 500 Mbps até 1 Gbps com, e sem, a pos­si­bi­li­da­de de cri­a­rem re­des Wi-Fi. Es­te kit é o mais re­cen­te com tec­no­lo­gia de 1 Gbps sem ca­pa­ci­da­de wi­re­less, com­pos­to por dois mó­du­los, ca­da um com du­as en­tra­das RJ-45 Fast Ether­net (100 Mbps), para a li­ga­ção ao rou­ter ou a ou­tros dis­po­si­ti­vos. É aqui que es­tá, na mi­nha opi­nião, a coi­sa mais es­tra­nha: te­mos co­mu­ni­ca­ção en­tre os vá­ri­os ter­mi­nais a 1 Gbps e, de­pois, es­tes só con­se­guem “fa­lar” com os ou­tros a 100 Mbps, sen­si­vel­men­te dez ve­zes me­nos. Não faz gran­de sen­ti­do, di­go eu. A úni­ca ra­zão para que is­to acon­te­ça só po­de es­tar re­la­ci­o­na­da com a pos­si­bi­li­da­de de se acres­cen­ta­rem mais ter­mi­nais sem per­der gran­de ve­lo­ci­da­de. Mas mes­mo as­sim... A li­ga­ção en­tre os dis­po­si­ti­vos é sim­pli­cís­si­ma: o úni­co cui­da­do que te­rá de ter é li­gar sem­pre os dLAN di­rec­ta­men­te a uma to­ma­da e não nu­ma ré­gua de to­ma­das ou tri­pla. Não tem de se pre­o­cu­par com as to­ma­das ocu­pa­das, por­que os dLAN têm uma pas­sa­gem de cor­ren­te. Co­mo os dois ter­mi­nais es­tão pré-em­pa­re­lha­dos, li­gam-se lo­go um ao ou­tro; mas se não es­ti­ve­rem exis­te um bo­tão do la­do que ser­ve para o efei­to. E fun­ci­o­na? Sim fun­ci­o­na. Em­bo­ra se fique um pou­co lon­ge dos 1000 Mbps que a De­vo­lo pro­me­te. Is­to por­que, cons­truir uma re­de em ca­bos eléc­tri­cos, não é a mes­ma coi­sa que cri­ar uma re­de com ca­bos de re­de, chei­os de blin­da­gem e co­bre de boa qua­li­da­de. Ou­tra coi­sa que não aju­da na­da é o ruí­do eléc­tri­co que as ins­ta­la­ções têm. Os gran­des cul­pa­dos são os elec­tro­do­més­ti­cos co­mo as má­qui­nas de la­var, se­ca­do­res de ca­be­lo e mi­cro-on­das. Por is­so li­gue os seus De­vo­lo o mais lon­ge pos­sí­vel des­tes “su­ga­do­res” de si­nal. Ain­da as­sim, nos nossos tes­tes de ve­lo­ci­da­des con­se­gui­mos va­lo­res mui­to pró­xi­mos dos 100 Mbps. Lem­bram-se de que a li­ga­ção en­tre os ter­mi­nais e os ou­tros dis­po­si­ti­vos só fun­ci­o­na a 100 Mbps, cer­to? An­dá­mos mui­to per­to dos 80 Mbps de ve­lo­ci­da­de mé­dia na pas­sa­gem de da­dos en­tre dis­po­si­ti­vos na re­de power­li­ne, o que não é na­da mau para uma apli­ca­ção do­més­ti­ca: dá per­fei­ta­men­te para jo­gar ou ver Netflix na­que­la zo­na da cas on­de o Wi-Fi não chega.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.