A voz da ca­sa do fu­tu­ro

PC Guia - - ON - A N D R É G O N Ç A LV E S con­[email protected]­ma­noid.net

LEm 2002 so­nha­va com to­do o po­ten­ci­al que a au­to­ma­ção ca­sei­ra po­de­ria a ter na mi­nha ca­sa. Na al­tu­ra en­con­trei so­lu­ções de do­mó­ti­ca ru­di­men­ta­res que im­pli­ca­vam uma ins­ta­la­ção pro­fis­si­o­nal, ba­se­a­das em sis­te­mas mui­to pou­co fle­xí­veis e pen­sa­dos pa­ra uma im­ple­men­ta­ção no mo­men­to da cons­tru­ção do edi­fí­cio.

Es­ta com­bi­na­ção tor­na­va as so­lu­ções não só mui­to li­mi­ta­das co­mo ex­tre­ma­men­te ca­ras. Em 2012 vol­tei a ti­rar o so­nho da ga­ve­ta e des­co­bri uma sé­rie de no­vas tec­no­lo­gi­as que fa­ci­li­ta­vam a ins­ta­la­ção e a im­ple­men­ta­ção fa­se­a­da, no en­tan­to eram so­lu­ções to­tal­men­te in­com­pa­tí­veis en­tre elas, o que me dei­xa­va sé­ri­as dú­vi­das so­bre o seu fu­tu­ro. Man­ten­do um olhar aten­to à evo­lu­ção e pa­ra não adi­ar mais o so­nho, em 2015 de­ci­di co­me­çar a dar in­te­li­gên­cia à mi­nha ca­sa.

Op­tei por aque­le que me pa­re­cia o pro­to­co­lo de co­mu­ni­ca­ção com mai­or po­ten­ci­al de fu­tu­ro pa­ra im­ple­men­ta­ção em mi­nha ca­sa. Nes­se mo­men­to lem­bro-me de ques­ti­o­nar a ra­zão pe­la qual não po­de­ri­am os di­fe­ren­tes fa­bri­can­tes acor­dar num pro­to­co­lo de co­mu­ni­ca­ção pa­ra es­ta área tal co­mo acon­te­ceu com a ali­an­ça Wi-Fi. Per­gun­ta­va tam­bém por que ra­zão os gran­des players da tec­no­lo­gia de in­for­ma­ção não pe­ga­vam nes­te mer­ca­do, com pro­je­tos co­mo o An­[email protected] ho­me da Go­o­gle a nun­ca ve­rem a luz do dia, ape­sar das vá­ri­as pro­mes­sas.

Em 2017 co­me­çá­mos a ver a Go­o­gle a Ama­zon ou a Apple ven­de­rem o so­nho da au­to­ma­ção ca­sei­ra atra­vés dos seus as­sis­ten­tes di­gi­tais, no en­tan­to, mui­to pou­co foi ain­da fei­to pa­ra uni­for­mi­zar o pro­ces­so de co­mu­ni­ca­ção en­tre os vá­ri­os ele­men­tos que a cons­ti­tu­em. Os fa­bri­can­tes de elec­tro­do­més­ti­cos, sis­te­mas de ilu­mi­na­ção e au­to­ma­ção con­ti­nu­am de cos­tas vol­ta­das a lu­tar pe­los seus pró­pri­os pro­to­co­los de co­mu­ni­ca­ção.

Ho­je, além de man­ter o que ti­nha, vi-me obri­ga­do a adop­tar al­guns dos ou­tros pro­to­co­los de co­mu­ni­ca­ção que ti­nha re­jei­ta­do em 2015, pa­ra con­se­guir in­te­grar to­das as fun­ci­o­na­li­da­des que pro­cu­ra­va na mi­nha ca­sa. Com to­dos os ris­cos de se­gu­ran­ça e es­ta­bi­li­da­de de fun­ci­o­na­men­to que is­so im­pli­ca. Mas man­te­nho a es­pe­ran­ça de con­se­guir ter a mi­nha ca­sa a fa­lar a uma só voz.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.