Memória RAM mais rá­pi­da em 7 pas­sos

A memória é da­que­las coi­sas que de­fi­ne a ve­lo­ci­da­de e a “saú­de” de um computador. Qu­an­to mais RAM ti­ver dis­po­ní­vel e qu­an­to me­nos pro­ces­sos a es­ti­ve­rem a usar, mais rápido fi­ca o sis­te­ma. Se não qui­ser es­tar a com­prar mais memória, aqui fi­cam vá­ri­os truqu

PC Guia - - ÍNDICE - POR RI­CAR­DO DU­RAND

1 DIS­PO­NI­BI­LI­ZAR MEMÓRIA DE PRO­CES­SOS SECUNDÁRIOS

Exis­tem programas que cor­rem em pla­no de fun­do e que usam memória RAM, mesmo que não pre­ci­sem dis­so. Há uma fer­ra­men­ta mui­to boa que po­de usar nes­tes ca­sos, pa­ra li­ber­tar memória des­tas ta­re­fas que cor­rem em back­ground: a Wi­se Me­mory Op­ti­mi­zer (wi­se­cle­a­ner.com). Es­te soft­ware mos­tra um grá­fi­co cir­cu­lar on­de po­de­mos ver a quan­ti­da­de de memória que es­tá a ser usa­da e a que es­tá li­vre. Se cli­car no bo­tão ver­de ‘Op­ti­mi­zar’, vai ser li­ber­ta­do o má­xi­mo de memória que for pos­sí­vel, pa­ra ou­tros tra­ba­lhos e apli­ca­ções de que pre­ci­sar. Se cli­car no íco­ne das de­fi­ni­ções (en­gre­na­gem), po­de li­gar a fun­ci­o­na­li­da­de ‘Op­ti­mi­za­ção Au­to­má­ti­ca’ que en­tra em ac­ção ca­so co­me­ce a ser usa­da mui­ta memória pa­ra um de­ter­mi­na­do pro­ces­so, pa­ra que o PC não blo­queie.

2 IMPEÇA OS PROGRAMAS DE USAR MEMÓRIA DE FOR­MA ABUSIVA

O Win­dows faz uma ges­tão ra­zoá­vel da memória usa­da, mas há apli­ca­ções de ter­cei­ros que tam­bém po­dem ser ins­ta­la­das no computador. A MemP­lus (co­de­de­ad.com) é uma fer­ra­men­ta gra­tui­ta que ana­li­sa o sis­te­ma e que li­ber­ta memória RAM (de for­ma au­to­má­ti­ca ou ma­nu­al) de pro­ces­sos que não são es­sen­ci­ais pa­ra o fun­ci­o­na­men­to do Win­dows e do PC. Pa­ra usar as po­ten­ci­a­li­da­des do MemP­lus, bas­ta cli­car no bo­tão ‘Cle­ar me­mory’; de se­gui­da, sur­ge uma ja­ne­la que lhe mos­tra a quan­ti­da­de de memória que con­se­guiu re­cu­pe­rar. Se en­trar no me­nu ‘To­ols’ > ‘Set­tings’ e em ‘RAM Op­ti­mi­zer’ po­de adi­ci­o­nar programas a uma lis­ta de ex­clu­são, ou se­ja, a que nun­ca se­rá “rou­ba­da” memória pa­ra usar em ou­tros pro­ces­sos.

3 LIBERTE MEMÓRIA DE FOR­MA SEGURA

Um dos pro­ble­mas de ter­mi­nar um pro­ces­so pa­ra li­ber­tar memória tem que ver com o fac­to de po­der­mos es­tar a fe­char al­go que é im­por­tan­te pa­ra o fun­ci­o­na­men­to do sis­te­ma. O me­lhor é usar uma app que ga­ran­te que is­so nun­ca vai acon­te­cer, co­mo a Ri­zo­ne­soft Me­mory Bo­os­ter (ri­zo­ne­soft.com), que só vai en­cer­rar pro­ces­sos de for­ma segura, sem in­flu­en­ci­ar a es­ta­bi­li­da­de do Win­dows. Pa­ra uti­li­zá-lo bas­ta abrir e cli­car em ‘Op­ti­mi­ze’. É ver­da­de que, des­ta for­ma, a quan­ti­da­de de memória que va­mos con­se­guir re­cu­pe­rar se­rá mui­to pou­ca, mas é uma boa aju­da pa­ra ter um computador a tra­ba­lhar de for­ma es­tá­vel e sem pro­ble­mas.

4 CONTROLE O CONSUMO DE MEMÓRIA DO BROW­SER

Os na­ve­ga­do­res de Internet são umas ver­da­dei­ras “es­pon­jas” de memória, es­pe­ci­al­men­te se ti­ver vá­ri­os se­pa­ra­do­res aber­tos. Es­te uso de RAM ex­ces­si­vo po­de ser um pro­ble­ma mai­or em com­pu­ta­do­res com recursos mais mo­des­tos, o que vai fa­zer com que tu­do fi­que mais len­to e pra­ti­ca­men­te inu­ti­li­zá­vel: re­sul­ta­do? Crashes cons­tan­tes, por exem­plo. Fe­char e vol­tar a abrir o brow­ser de for­ma as­sí­dua po­de con­tri­buir pa­ra mi­ni­mi­zar es­te im­pac­to no sis­te­ma, mas o me­lhor se­rá ins­ta­lar um add-on que vai fa­zer a ges­tão de memória de for­ma au­to­má­ti­ca. As nos­sas su­ges­tões são o The Gre­at Sus­pen­der (só pa­ra Ch­ro­me) e o OneTab (pa­ra Ch­ro­me e Fi­re­fox). O pri­mei­ro sus­pen­de o uso de memória em to­dos os se­pa­ra­do­res que não es­te­jam a ser usa­dos - até po­de­mos de­fi­ni-lo pa­ra sus­pen­der um se­pa­ra­dor ao fim de um de­ter­mi­na­do pe­río­do de tem­po. O se­gun­do tem uma abor­da­gem di­fe­ren­te: trans­for­ma to­dos os si­tes aber­tos nu­ma lis­ta de links cli­cá­veis que fi­ca num úni­co se­pa­ra­dor.

5 USE O COMANDO ‘ABOUT:ME­MORY’ PA­RA LI­BER­TAR MEMÓRIA NO FI­RE­FOX

Uma for­ma rá­pi­da de con­se­guir pou­par memória du­ran­te a uti­li­za­ção do brow­ser Fi­re­fox é di­gi­tar about:me­mory na bar­ra de en­de­re­ços e cli­car em ‘En­ter’. Is­to vai dar-lhe aces­so a uma sé­rie de fer­ra­men­tas, mas o que nos in­te­res­sa é a sec­ção ‘Free Me­mory’. Aqui po­de­mos cor­rer uma op­ção que faz uma limpeza de Ja­vaS­cript (Glo­bal Gar­ba­ge Col­lec­ti­on) ou ou­tra que lim­pa pá­gi­nas Web (Cy­cle Col­lec­ti­on). Po­de­mos ain­da cli­car em ‘Mi­ni­mi­ze me­mory usa­ge’ que cor­re es­tes dois pro­ces­sos ao mesmo tem­po e vá­ri­as ve­zes, o que vai li­ber­tar o má­xi­mo de RAM pos­sí­vel.

6 LI­BER­TAR MEMÓRIA NO ME­NU ESCONDIDO DO CH­RO­ME

O Ch­ro­me tem um Ges­tor de Ta­re­fas escondido que nos mos­tra, em tem­po re­al, que ex­ten­sões e se­pa­ra­do­res es­tão a usar mais memória. Aqui tam­bém po­de­mos, cla­ro, fe­char aque­les que es­te­jam a abu­sar da nos­sa RAM. Pa­ra en­trar nes­te me­nu escondido, cli­que na com­bi­na­ção de te­clas ‘Shift+Esc’ e cli­que em ‘Pe­ga­da de memória’ pa­ra or­de­nar os pro­ces­sos pe­la quan­ti­da­de de memória que es­te­jam a usar no mo­men­to. Pa­ra fe­char um, bas­ta se­lec­ci­o­ná-lo e cli­car no bo­tão ‘Con­cluir pro­ces­so’.

7 REDUZA O NÚ­ME­RO DE APLI­CA­ÇÕES QUE TEM ABER­TAS AO MESMO TEM­PO

Uma das for­mas mais sim­ples de ga­nhar memória é li­mi­tar quan­ti­da­de de programas que te­mos a cor­rer ao mesmo tem­po. Se fe­char apli­ca­ções que não es­tá a usar, fi­ca de ime­di­a­to com mais memória dis­po­ní­vel pa­ra usar na­qui­lo de que ver­da­dei­ra­men­te pre­ci­sa. Tam­bém de­ve con­tro­lar os programas que se ini­ci­am de for­ma au­to­má­ti­ca com o Win­dows, pois se ti­ver mui­tos, es­ta é uma for­ma de fi­car lo­go com mui­ta memória ocu­pa­da e, con­sequên­cia dis­so, um computador len­to. Pa­ra de­sac­ti­var al­guns des­tes programas que não pre­ci­sam de se ini­ci­ar quan­do li­ga o PC, es­cre­va ar­ran­que no me­nu ‘Ini­ci­ar’ e cli­que na op­ção ‘Ta­re­fas de ar­ran­que’ que apa­re­ce nos re­sul­ta­dos da pes­qui­sa. Aqui, de­sac­ti­ve to­dos os programas que não fo­rem es­sen­ci­ais.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.