CROS­S­CALL TREK­KER-X4

Es­te smartpho­ne tem uma câ­ma­ra de ac­ção in­cluí­da e um con­jun­to de sen­so­res que o tor­nam uma ver­da­dei­ra es­ta­ção me­te­o­ro­ló­gi­ca. Ro­bus­to e com qua­se um quar­to de qui­lo, o Trek­ker-X4 é um tan­que de tec­no­lo­gia.

PC Guia - - LAB - RICARDO DU­RAND

Os smartpho­nes ro­bus­tos são uma da­que­las ga­mas do mer­ca­do on­de as mar­cas co­mo a Sam­sung, a Hu­awei ou a Sony não se me­tem. A ra­zão pa­ra is­so é sim­ples: é um su­per-ni­cho que tem al­gu­mas em­pre­sas que sa­bem fa­zer mui­to bem mo­de­los com es­te con­cei­to, o que faz com que não ha­ja mui­tas aven­tu­ras de out­si­ders nes­te mer­ca­do. Re­cen­te­men­te, a Land Ro­ver anun­ci­ou um modelo des­te gé­ne­ro, o Ex­plo­re, um An­droid ro­bus­to, com um chas­sis su­per-pro­tec­tor, fei­to em con­jun­to com o Gru­po Bul­lit; mas, aqui, uma das mar­cas mais con­cei­tu­a­das é mes­mo a CAT, com vá­ri­os mo­de­los re­sis­ten­tes e chei­os de ca­rac­te­rís­ti­cas out­do­or e pro­fis­si­o­nais, co­mo o leitor tér­mi­co.

UM SMARTPHO­NE DE AC­ÇÃO

A Cros­s­call era, pa­ra nós, uma mar­ca des­co­nhe­ci­da até ao mo­men­to que entrou em con­tac­to com a PCGuia pa­ra apre­sen­tar as su­as apos­tas nes­te seg­men­to dos smartpho­nes ro­bus­tos, re­sis­ten­tes e pre­pa­ra­dos pa­ra des­por­tos ra­di­cais.

Foi as­sim que co­nhe­ce­mos es­te Trek­ker-X4, o seu to­po de ga­ma, que não es­con­de a sua am­bi­ção: tor­nar-se o re­cur­so de­fi­ni­ti­vo pa­ra qu­em gos­ta de ac­ti­vi­da­des out­do­or, mas não dis­pen­sa o uso de boa tec­no­lo­gia.

E, lo­go pa­ra co­me­çar, a Cros­s­call lan­ça o trun­fo da câ­ma­ra de ac­ção - es­te Trek­ker-X4 vem com um sen­sor Sony de

12 MP que é mul­ti­fa­ce­ta­do e que se co­lo­ca ao ní­vel da­que­les que ve­mos nu­ma ac­ti­on-cam, co­mo nu­ma HERO7 Black da GoP­ro. Es­ta câ­ma­ra per­mi­te gra­var 4K, em­bo­ra li­mi­ta­da a 30 fps, mas se mu­dar­mos a re­so­lu­ção pa­ra pa­ra uma in­fe­ri­or po­de­mos che­gar aos 60: é o que acon­te­ce no mo­do Slow Mo­ti­on da app X-Cam, que nos dá aces­so às fun­ci­o­na­li­da­des da câ­ma­ra de ac­ção.

VER­SA­TI­LI­DA­DE COM ACES­SÓ­RI­OS

Aqui, o mais in­te­res­san­te é po­der­mos mu­dar o ân­gu­lo de cap­ta­ção de ima­gem, que vai até a uns im­pres­si­o­nan­tes 170 graus (Ul­tra Wi­de) e que, aqui, per­mi­te gra­var em câ­ma­ra len­ta a 120 fps, em­bo­ra ape­nas em HD.

É tam­bém na app X-Cam que va­mos po­der cri­ar vídeos num editor, on­de se po­de jun­tar mú­si­ca e par­ti­lhar de ime­di­a­to nas re­des so­ci­ais. No que res­pei­ta a mul­ti­mé­dia, o Trek­ker-X4 tem óp­ti­mos re­cur­sos pa­ra o meio on­de quer ser usa­do: ao ar-livre e em mo­men­tos de ac­ção, co­mo nu­ma pis­ta de snow­bo­ard. A uti­li­za­ção do smartpho­ne po­de ser po­ten­ci­a­da com vá­ri­os aces­só­ri­os que a Cros­s­call ven­de à par­te, co­mo o ar­nês pa­ra usar o Trek­ker-X4 ao pei­to ou um tri­pé que tam­bém po­de ser usa­do co­mo sel­fie stick. Na cai­xa, já vem o adap­ta­dor que per­mi­te pren­der o smartpho­ne a to­dos os aces­só­ri­os-ex­tra com­pa­tí­veis.

ES­TA­ÇÃO ME­TE­O­RO­LÓ­GI­CA NA PALMA DA MÃO

Jun­ta­men­te com as ca­pa­ci­da­des de câ­ma­ra, a ou­tra gran­de ca­rac­te­rís­ti­ca do Trek­ker-X4 é o seu con­jun­to de sen­so­res que nos per­mi­te ter na mão uma pe­que­na es­ta­ção me­te­o­ro­ló­gi­ca, o que se­rá bas­tan­te apre­ci­a­do pa­ra qu­em gos­tar de fa­zer trek­king. Bas­ta abrir a app X4-Sen­sors pa­ra ter­mos aces­so a um ter­mó­me­tro, um hi­gró­me­tro (pa­ra me­dir a hu­mi­da­de), uma bús­so­la, um ba­ró­me­tro (pres­são do ar), um al­tí­me­tro e até mes­mo um que per­mi­te ver o ín­di­ce ul­tra-vi­o­le­ta. Além dis­to, e ain­da nes­ta app, o Trek­ker-X4 dá-nos aces­so a in­for­ma­ções so­bre a qua­li­da­de de li­ga­ção às re­des Wi-Fi e de da­dos, as­sim co­mo os gas­tos em tem­po re­al da ba­te­ria.

UM TAN­QUE!

O as­pec­to ro­bus­to do Trek­ker-X4 sen­te-se na mão: o te­le­fo­ne pe­sa um quar­to de qui­lo, tem Go­ril­la Glass 5 e as en­tra­das pa­ra os aus­cul­ta­do­res e car­re­ga­dor es­tão bem pro­te­gi­das por pe­que­nas por­tas de bor­ra­cha, presas por um pa­ra­fu­so. Aliás, es­te é um ele­men­to que po­de­mos ver tam­bém nas la­te­rais do X4, o que con­tri­bui ain­da mais pa­ra lhe dar um as­pec­to de tan­que. Do la­do di­rei­to, va­mos ter ain­da um sen­sor de im­pres­sões di­gi­tais que tam­bém ser­ve de bo­tão pa­ra li­gar e des­li­gar o ecrã.

O Trek­ker-X4 tem óp­ti­mos re­cur­sos pa­ra o meio on­de quer ser usa­do: ao ar-livre e em mo­men­tos de ac­ção, co­mo nu­ma pis­ta de snow­bo­ard.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.