AL re­pre­sen­ta 10 mil pos­tos de tra­ba­lho

Publico - Imobiliario - - Atualidade -

O ris­co de des­trui­ção do se­tor “não se li­mi­ta ape­nas à pro­pos­ta de au­to­ri­za­ção dos con­do­mí­ni­os pa­ra a sua prá­ti­ca”. Por um la­do, afir­ma a ALEP, a au­to­ri­za­ção dos con­do­mí­ni­os pa­ra o AL “não re­sol­ve na­da dos pro­ble­mas pon­tu­ais que têm si­do apos­ta­dos pe­los crí­ti­cos” e “con­tri­bui pa­ra cri­ar um am­bi­en­te ne­ga­ti­vo con­tra os tu­ris­tas”.

Por ou­tro la­do, “a li­mi­ta­ção dos 90 di­as tor­na­ria in­viá­vel a ati­vi­da­de pa­ra quem de­la faz au­to­em­pre­go e de­pen­de pa­ra so­bre­vi­ver”, co­mo “os ti­tu­la­res de alo­ja­men­to lo­cal em Lis­boa e Por­to”. Só nes­tas du­as ci­da­des, es­ti­ma a as­so­ci­a­ção, “es­ta pro­pos­ta em­pur­ra­ria pa­ra o de­sem­pre­go mais de dez mil pes­so­as que se de­di­cam di­re­ta ou in­di­re­ta­men­te ao alo­ja­men­to lo­cal”.

Tam­bém a pro­pos­ta de li­mi­tar o alo­ja­men­to lo­cal à re­si­dên­cia fis­cal do ti­tu­lar “re­me­te­ria pa­ra ile­ga­li­da­de 75% do AL que é fei­to em ca­sas de fé­ri­as”. O mes­mo efei­to te­ria a li­mi­ta­ção de 30% das fra­ções de um pré­dio em AL. A ALEP re­cor­da que, em al­guns dos prin­ci­pais des­ti­nos na­ci­o­nais, o AL já re­pre­sen­ta cer­ca de um ter­ço das dor­mi­das.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.