BdP pre­vê de­sa­ce­le­ra­ção da ha­bi­ta­ção nos pró­xi­mos anos

O in­ves­ti­men­to na ha­bi­ta­ção se­gue o seu “pro­ces­so de re­cu­pe­ra­ção” mas até 2020 de­ve­rá de­sa­ce­le­rar, pre­vê o Ban­co de Por­tu­gal

Publico - Imobiliario - - Novos Projetos Imobiliários Na Ru -

Nas su­as pro­je­ções pa­ra a eco­no­mia por­tu­gue­sa, de 28 de mar­ço, o BdP no­ta que, no pe­río­do de 2018- 2020, “an­te­ci­pa-se que o in­ves­ti­men­to em ha­bi­ta­ção con­ti­nue o pro­ces­so de re­cu­pe­ra­ção, da­da a ma­nu­ten­ção dos prin­ci­pais fa­to­res de cres­ci­men­to. De­ve­rá, con­tu­do, ve­ri­fi­car-se al­gu­ma per­da de di­na­mis­mo”, o que de- ve­rá re­fle­tir “pro­gres­si­va ma­tu­ra­ção des­te pro­ces­so”.

No ano pas­sa­do, o in­ves­ti­men­to na ha­bi­ta­ção, me­di­do na For­ma­ção Bru­ta de Ca­pi­tal Fi­xo, cres­ceu cer­ca de 6%, “re­fle­tin­do a ma­nu­ten­ção de aces­so a fi­nan­ci­a­men­to com bai­xas ta­xas de ju­ro, a pro­gres­si­va me­lho­ria do mer­ca­do de tra­ba­lho, o au- men­to da ta­xa de ren­di­bi­li­da­de re­la­ti­va­men­te a ou­tros in­ves­ti­men­tos de lon­go pra­zo, no­me­a­da­men­te de me­nor ris­co, e o au­men­to da pro­cu­ra por par­te de não re­si­den­tes, per­ma­ne­cen­do con­di­ci­o­na­da pe­lo ele­va­do ní­vel de en­di­vi­da­men­to das fa­mí­li­as”.

A ins­ti­tui­ção no­ta ain­da que uma si­tu­a­ção de abran­da­men­to tam­bém “é es­pe­ra­da pa­ra os pre­ços de ha­bi­ta­ção, ain­da que con­ti­nu­em a cres­cer aci­ma dos pre­ços no con­su­mi­dor”. Por ou­tro la­do, o in­ves­ti­men­to em ha­bi­ta­ção “de­ve­rá man­ter-se re­la­ti­va­men­te cons­tan­te em cer­ca de 2,8% do PIB até ao fi­nal do ho­ri­zon­te de pro­je­ção”.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.