Fez-se ou­vir a pro­nún­cia do Nor­te

Publico - Imobiliario - - Opinião - Luís Li­ma

Apri­mei­ra edi­ção do Sa­lão Imo­bi­liá­rio do Por­to (SIP 2018), es­ten­deu-se por qua­tro di­as (de 7 a 10 de ju­nho) no Pavilhão 6 da Ex­po­nor e con­fir­mou o bom mo­men­to que o sec­tor imo­bi­liá­rio na­ci­o­nal atra­ves­sa, com es­pe­ci­al en­fo­que na re­gião Nor­te.

Es­te cer­ta­me, que vol­ta a ce­le­brar o imo­bi­liá­rio na­que­la re­gião de­pois de se­te anos de in­ter­reg­no, con­fir­mou-se já co­mo um dos mais sig­ni­fi­ca­ti­vos even­tos do sec­tor e uma ma­ni­fes­ta­ção me­diá­ti­ca des­ta ati­vi­da­de eco­nó­mi­ca que, a par do tu­ris­mo, é uma das mais im­por­tan­tes na di­na­mi­za­ção da eco­no­mia na­ci­o­nal.

Sei que por ser or­ga­ni­za­dor e co­or­de­na­dor do SIP, a mi­nha opi­nião se­rá sem­pre sus­pei­ta, mas os de­mais tes­te­mu­nhos so­bre es­ta edi­ção mos­tra­ram que o Nor­te me­re­cia e es­ta­va já pre­pa­ra­do pa­ra re­ce­ber uma ex­po­si­ção des­ta na­tu­re­za, que pro­mo­veu o ne­gó­cio, o networ­king e a pro­mo­ção dos di­ver­sos agen­tes in­ter­ve­ni­en­tes no imo­bi­liá­rio.

A qua­li­da­de des­te Sa­lão foi con­fir­ma­da por di­ver­sas per­so­na­li­da­des que o vi­si­ta­ram, en­tre as quais a Se­nho­ra Se­cre­tá­ria de Es­ta­do da Ha­bi­ta­ção, Ana Pi­nho (que es­te­ve pre­sen­te na inau­gu­ra­ção ofi­ci­al do SIP 2018) o Pre­si­den­te da Câ­ma­ra Mu­ni­ci­pal de Gondomar, Mar­co Mar­tins; a Pre­si­den­te da Câ­ma­ra Mu­ni­ci­pal de Matosinhos, Luí­sa Sal­guei­ro; o Pre­si­den­te da Câ­ma­ra Mu­ni­ci­pal da Maia, An­tó­nio da Sil­va Ti­a­go; do Pre­si­den­te da Câ­ma­ra Mu­ni­ci­pal de Ta­bu­a­ço, Car­los Pau­lo de Car­va­lho; o Pre­si­den­te da As­sem­bleia Mu­ni­ci­pal do Por­to, Mi­guel Pe­rei­ra Lei­te; o vi­ce-pre­si­den­te da Câ­ma­ra Mu­ni­ci­pal de Gaia, Pa­tro­cí­nio Aze­ve­do; o ve­re­a­dor da Câ­ma­ra Mu­ni­ci­pal de Gaia, Va­len­tim Mi­ran­da; o Pre­si­den­te da CCP, João Vi­ei­ra Lo­pes e o Pre­si­den­te da CPCI, Ma­nu­el Reis Cam­pos, que vi­si­ta­ram as cer­ca de 130 em­pre­sas ex­po­si­to­res nes­ta edi­ção do SIP.

Ao lon­go de qua­tro di­as, mais de 25 mil vi­si­tan­tes en­che­ram o Sa­lão e ti­ve­ram opor­tu­ni­da­de de es­ta­be­le­cer con­tac­to com as em­pre­sas, en­ti­da- des e mu­ni­cí­pi­os pre­sen­tes, en­tre os quais Gondomar, Vi­la No­va de Gaia, Maia, Matosinhos e tam­bém o Go­ver­no Re­gi­o­nal da Ma­dei­ra.

O mer­ca­do es­tá oti­mis­ta e is­so sen­tiu-se bem no am­bi­en­te des­ta edi­ção, não só pe­la qua­li­da­de dos ex­po­si­to­res, mas tam­bém dos vi­si­tan­tes que ali ti­ve­ram tam­bém opor­tu­ni­da­de de as­sis­tir a workshops e con­fe­rên­ci­as, e tam­bém aces­so a ofer­tas ex­clu­si­vas.

Tam­bém a in­ter­na­ci­o­na­li­za­ção foi um dos fo­cos des­te Sa­lão, que con­tou com a vi­si­ta de uma co­mi­ti­va da Na­ti­o­nal As­so­ci­a­ti­on of Re­al­tors (NAR), li­de­ra­da pe­la sua pre­si­den­te, Eli­za­beth Men­de­nhall. Tam­bém re­pre­sen­tan­tes as­so­ci­a­ti­vos do Bra­sil, An­go­la e Moçambique mar­ca­ram pre­sen­ça (no âm­bi­to do En­con­tro de Pri­ma­ve­ra da CIMLOP) e re­al­ça­ram a im­por­tân­cia do imo­bi­liá­rio na­ci­o­nal co­mo des­ti­no de in­ves­ti­men­to, quer pa­ra quem pro­cu­ra uma no­va vi­da num país se­gu­ro co­mo é Por­tu­gal, quer pa­ra quem pro­cu­ra opor­tu­ni­da­des de in­ves­ti­men­to. Nes­te as­pe­to, fo­ram sa­li­en­ta­dos os pro­gra­mas de cap­ta­ção de in­ves­ti­men­to co­mo o Re­gi­me Fis­cal pa­ra Re­si­den­tes Não Ha­bi­tais ou o pro­gra­ma de Au­to­ri­za­ção de Re­si­dên­cia pa­ra Ati­vi­da­des de in­ves­ti­men­to que, ape­sar de se­rem usa­dos ca­da vez me­nos, con­ti­nu­am a ser re­le­van­tes na pro­mo­ção de “Por­tu­gal” co­mo des­ti­no de in­ves­ti­men­to, em ali­an­ça com o sec­tor tu­rís­ti­co, nu­ma união que con­tri­bui, e mui­to, pa­ra ge­rar ri­que­za e fa­zer cres­cer o país.

Tu­do is­to, es­te­ve em de­ba­te no SIP 2018 que foi uma mon­tra do imo­bi­liá­rio aber­ta ao pú­bli­co, que pro­mo­veu ain­da a Con­fe­rên­cia SIP so­bre o te­ma “O fu­tu­ro do imo­bi­liá­rio: de­sa­fi­os e cons­tran­gi­men­tos”, que fez um ou­tlo­ok do sec­tor pe­la voz de He­le­na Ro­se­ta, que ape­lou à cau­te­la na to­ma­da de ini­ci­a­ti­vas par­la­men­ta­res que vi­sem al­te­ra­ções ao re­gi­me de Alo­ja­men­to Lo­cal e ao mer­ca­do de ar­ren­da­men­to ur­ba­no.

O SIP 2018 fe­chou com cha­ve de ou­ro e pro­me­te re­gres­sar.

Pre­si­den­te da APEMIP luis­li­ma@apemip.pt

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.