Pre­ços das ca­sas so­bem 14,2% e su­pe­ram pi­co de 2007 em 2%

O pre­ço de ven­da das ca­sas em Por­tu­gal Con­ti­nen­tal su­biu 14,2% em mar­ço des­te ano, diz a Con­fi­den­ci­al Imo­bi­liá­rio. Pre­ços es­tão já mais de 2% aci­ma do an­te­ri­or pi­co do mer­ca­do

Publico - Imobiliario - - Especial Resorts -

En­quan­to as ca­sas in­te­gra­das em re­sorts de­ve­rão va­lo­ri­zar 7,1% es­te ano, co­mo ex­plo­ra­mos na pá­gi­na 8 des­te su­ple­men­to, o pre­ço de ven­da das ca­sas em Por­tu­gal Con­ti­nen­tal su­biu 14,2% em mar­ço de 2018 fa­ce ao mes­mo mês de 2017, de acor­do com os mais re­cen­tes re­sul­ta­dos do Ín­di­ce de Pre­ços Re­si­den­ci­ais (IPR) da Con­fi­den­ci­al Imo­bi­liá­rio, um in­di­ca­dor apu­ra­do a par­tir da in­for­ma­ção so­bre pre­ços efe­ti­vos de tran­sa­ções cap­ta­dos no âm­bi­to do SIR-Sis­te­ma de In­for­ma­ção Re­si­den­ci­al.

Em co­mu­ni­ca­do de im­pren­sa, di­vul­gam que a va­ri­a­ção ho­mó­lo­ga ob­ti­da no 1º tri­mes­tre de 2018 é não só a mai­or do pre­sen­te sé­cu­lo, co­mo é mes­mo ne­ces­sá­rio re­cu­ar ao 1º tri­mes­tre de 1992, ou se­ja, 26 anos, pa­ra en­con­trar um re­gis­to de evo­lu­ção dos pre­ços su­pe­ri­or ao ago­ra ve­ri­fi­ca­do (a va­lo­ri­za­ção foi en­tão de 16,1%). Es­te com­por­ta­men­to, diz a Con­fi­den­ci­al Imo­bi­liá­rio, «le­va a que, pe­la pri­mei­ra vez des­de a cri­se fi­nan­cei­ra, os pre­ços das ca­sas te­nham su­pe­ra­do o pi­co má­xi­mo atin­gi­do no mer­ca­do (3º tri­mes­tre de 2007), es­tan­do ago­ra 2,1% aci­ma». No fi­nal do ano pas­sa­do, ape­sar da

DR

A su­bi­da re­gis­ta­da no 1º tri­mes­tre des­te ano vol­ta a ace­le­rar o rit­mo de va­lo­ri­za­ção ho­mó­lo­ga das ca­sas, que nos dois tri­mes­tres an­te­ri­o­res ti­nha si­do de res­pe­ti­va­men­te 10,0% e 12,8%

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.