Isa­bel Mo­rei­ra es­cla­re­ce que agora pin­ta as unhas por­que te­ve de des­pe­dir a ma­ni­cu­re bra­si­lei­ra por ela vo­tar Bol­so­na­ro

Publico - Inimigo - - PRIMEIRA PÀGINA - JH

Um re­pór­ter fo­to­grá co da Reuters apa­nhou a Isa­bel Mo­rei­ra a pin­tar as unhas du­ran­te o de­ba­te do Or­ça­men­to do Es­ta­do e a de­pu­ta­da do Par­ti­do So­ci­a­lis­ta re­sol­veu es­cla­re­cer o as­sun­to pa­ra que os por­tu­gue­ses não qu­em ain­da mais in­dig­na­dos com a clas­se po­lí­ti­ca. “Is­to foi tudo mui­to rá­pi­do. Che­guei ao sa­lão na se­gun­da-fei­ra de ma­nhã e lá es­ta­va a mi­nha ma­ni­cu­re com a ca­mi­so­la do Bra­sil e a ca­ra do Jair Bol­so­na­ro na par­te do Or­dem e Pro­gres­so. Não aguen­tei aque­le fas­cis­mo no­vo e vim em­bo­ra. Ti­nha as unhas nu­ma des­gra­ça, não ti­ve tem­po de fa­zê-las an­tes e apro­vei­tei aque­le bo­ca­di­nho li­vre na As­sem­bleia da Re­pú­bli­ca. Pe­ço des­cul­pa, não vol­ta a acon­te­cer. En­tre­tan­to já ar­ran­jei uma ma­ni­cu­re no­va. É ne­gra, lés­bi­ca, nor­des­ti­na, não é evan­gé­li­ca, vo­tou no Had­dad e agora é uma re­sis­ten­te an­ti-fas­cis­ta”, re­ve­lou Isa­bel Mo­rei­ra.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.