Por­tu­guês em­pre­en­de­dor hips­ter vai vi­ver pa­ra o Bra­sil e abrir uma es­pin­gar­da­ria ar­te­sa­nal

Publico - Inimigo - - O INIMIGO PÚBLICO - JH

A vi­tó­ria de Bol­so­na­ro abriu uma no­va ja­ne­la de opor­tu­ni­da­de pa­ra de­sen­vol­ver ne­gó­ci­os e os em­pre­en­de­do­res por­tu­gue­ses já es­tão de olho no Bra­sil. Co­mo sem­pre, os pro­du­tos por­tu­gue­ses po­de­rão mos­trar a sua qu­a­li­da­de, ori­gi­na­li­da­de e so­bres­sair pe­lo la­do da so­fis­ti­ca­ção e bom gos­to. A mar­ca por­tu­gue­sa abriu es­ta se­ma­na a sua pri­mei­ra lo­ja no Rio de Ja­nei­ro e pro­cu­ra agora no­vos es­pa­ços nos prin­ci­pais Es­ta­dos on­de go­ver­na­do­res de ex­tre­ma di­rei­ta ga­nha­ram as elei­ções. “As nos­sas es­pin­gar­das são to­das fei­tas à mão. De­sign ex­clu­si­vo, 100% fei­tas de cor­ti­ça e são sus­ten­tá­veis, re­no­vá­veis, re­ci­clá­veis e bi­o­de­gra­dá­veis. Ba­las de chum­bo bor­da­das com ren­da de bil­ros fei­tas por se­nho­ras lo­cais da Pó­voa de Varzim, Vi­la do Con­de, Se­tú­bal, Olhão e Pe­ni­che. Di­gam não à in­dús­tria de ar­mas dos Es­ta­dos Uni­dos e os seus pro­du­tos des­per­so­na­li­za­dos com pe­ga­da eco­ló­gi­ca hor­ro­ro­sa. Qu­e­re­mos uma di­ta­du­ra

trendy e cos­mo­po­li­ta. Ma­tar os pre­tos, gays, co­mu­nis­tas, ín­di­os, nor­des­ti­nos e po­bres mas sem­pre com ele­gân­cia e gla­mour”, de­fen­deu o em­pre­en­de­dor.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.