Con­du­to­res sem ci­vis­mo re­vol­ta­dos com a in­va­são de tro­ti­ne­tes em Lis­boa es­tão qua­se sem es­pa­ço pa­ra es­ta­ci­o­nar em ci­ma do pas­seio

Publico - Inimigo - - O INIMIGO PÚBLICO -

A ci­da­de foi in­va­di­da por uma no­va so­lu­ção de mo­bi­li­da­de que es­tá a cau­sar o caos nas ru­as. Os con­du­to­res que du­ran­te es­tas dé­ca­das sem­pre con­se­gui­ram um can­ti­nho pa­ra es­ta­ci­o­nar sem pa­gar es­tão ca­da vez mais re­vol­ta­dos e pe­dem me­di­das. “Is­to é uma ver­go­nha! Por­que é que a EMEL não blo­queia a por­ca­ria das tro­ti­ne­tes? Es­tão ali a ocu­par es­pa­ço e nem pa­gam na­da. Mui­tas ve­zes eu que­ro uri­nar e não te­nho es­pa­ço no pas­seio. Is­to não po­de ser, an­da­mos a brin­car, pá! Ain­da há di­as se não fos­se o lu­gar dos de ci­en­tes ter ca­do va­go ti­nha de es­ta­ci­o­nar o car­ro no par­que sub­ter­râ­neo a pa­gar. Ve­jam lá is­so”, pe­diu um ci­da­dão pou­co ci­vi­li­za­do. Flo­rên­cio da An­tral tam­bém es­tá re­vol­ta­do com a con­cor­rên­cia des­le­al e vai fa­zer uma no­va gre­ve dos tá­xis pa­ra obri­gar a Câ­ma­ra Mu­ni­ci­pal de Lis­boa a cri­ar um con­tin­gen­te pa­ra as tro­ti­ne­tes.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.