In­di­ví­duo in­ter­ro­ga­do por juiz exi­ge ser ma­qui­lha­do an­tes pois quer apa­re­cer na CMTV com boa apa­rên­cia

Publico - Inimigo - - LA FAMIGLIA -

Um ci­da­dão por­tu­guês de 46 anos foi de­ti­do por per­se­guir to­das as mu­lhe­res que se cha­ma­vam San­dra em vá­ri­as ci­da­des da zo­na Cen­tro do país. Aten­to ao ce­ná­rio me­diá­ti­co ac­tu­al, o ho­mem quis pre­ca­ver-se. “Dis­far­ce-me bem es­tas olhei­ras que eu qua­se não dor­mi por cau­sa dis­to. Me­ta-me uma cor­zi­nha que eu es­tou mui­to pá­li­do, de­ve ser uma fra­que­za. Fil­me des­te la­do que não se no­ta tan­to a mi­nha cal­ví­cie e o na­riz não fi­ca tan­to de pa­pa­gaio. Ve­ja se cap­ta bem a mi­nha voz, te­nho uma voz for­te, rou­ca, más­cu­la e gos­ta­ria que fi­cas­se bem pa­ten­te na gra­va­ção. Me­ta o pro­jec­tor um bo­ca­do mais pa­ra aqui pa­ra pa­re­cer que te­nho a pe­le mais hi­dra­ta­da. Te­nho de es­tar bem. Vou apa­re­cer no ca­nal de te­le­vi­são mais vis­to do ca­bo. Vou ser co­men­ta­do pe­lo ex-mi­nis­tro Rui Pe­rei­ra, “pai” da re­for­ma pe­nal, é mui­ta res­pon­sa­bi­li­da­de. Não qu­e­ro pa­re­cer que sou mais um des­ses ta­ra­dos com mau as­pec­to. E tam­bém vou ser co­men­ta­do pe­la bo­a­zo­na da Jo­a­na Ama­ral Di­as e eu qu­e­ro que ela te­nha in­te­res­se em ir be­ber um co­po co­mi­go à noi­te de­pois de sair em li­ber­da­de”, exi­giu o ci­da­dão.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.