JÁ HÁ PER­GUN­TA PA­RA O RE­FE­REN­DO

“Con­cor­da que se­ja Cláu­dio Ra­mos, no Big Brother, a de­ci­dir quem po­de ter di­rei­to a uma mor­te as­sis­ti­da?”

Publico - Inimigo - - PRIMEIRA PÀGINA - MB

O INI­MI­GO in­te­grou a equi­pa plu­ris dis­ci­pli­nar de for­ças mais ou me­nos vi­vas da so­ci­e­da­de ci­vil que re­di­giu a per­gun­ta do even­tu­al re­ve­ren­do so­bre a eu­ta­ná­sia. Caí­ram as pro­pos­tas “Acha bem que Má­rio Cen­te­no vá di­rec­ta­men­te do Go­ver­no pa­ra o Ban­co de Portugal e, já ago­ra, o que pensa dis­to que se fa­la mui­to ago­ra aí, a eu­ta­ná­sia?” e “O André sai do Por­to às 14H32 e o com­boio de­le vi­a­ja a 108 km/ho­ra. A Mar­ta sai de San­ta­rém às 15H15 num com­boio que cir­cu­la a 86 km/ ho­ra. A que ho­ras se cru­zam em Al­fa­re­los e, já ago­ra, con­cor­da em ma­tar os ve­lhi­nhos?” e triun­fou “Con­cor­da que se­ja Cláu­dio Ra­mos, no Big Brother, a de­ci­dir quem po­de ter di­rei­to a uma mor­te as­sis­ti­da?”. A pro­pos­ta do CDS, “Acha bem que se­ja o Chi­cão a de­ci­dir so­bre eu­ta­ná­sia, abor­to, ca­sa­men­to gay, ce­li­ba­to dos pa­dres, or­de­na­ção de mu­lhe­res e no­mes das fi­lhas de Lu­ci­a­na Abreu?” não reu­niu con­sen­so par­la­men­tar.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.