“Já re­ti­ve­mos Rú­ben e Ged­son e va­mos re­ter João Fé­lix”

““““NaNaNaNa­pró­xi­ma­pró­xi­ma­pró­xi­ma­pró­xi­maé­po­caé­po­caé­po­caé­po­caJo­ta,Jo­ta,Jo­ta,Jo­ta,Fer­ro,Fer­ro,Fer­ro,Fer­ro, Flo­ren­ti­noF­lo­ren­ti­noF­lo­ren­ti­noF­lo­ren­ti­no­e­e­e­eWil­lockWil­lockWil­lockWil­lock­têm­têm­têm­têm de­de­de­de­es­ta­res­ta­res­ta­res­tar­na­na­na­na­pri­mei­ra­pri­mei­ra­pri­mei­ra­pri­me

Record (Portugal) - - PRIMEIRA PÁGINA - FLÁ­VIO MI­GUEL SIL­VA

“Na pró­xi­ma épo­ca Jo­ta, Fer­ro, Flo­ren­ti­no e Wil­lock têm de es­tar na pri­mei­ra equi­pa”

RESISTE A VEN­DER AS PÉ­RO­LAS

Luís Fi­li­pe Vi­ei­ra re­ve­lou on­tem pe­ran­te to­dos os treinadores das equi­pas da for­ma­ção do Ben­fi­ca que João Fé­lix é o pró­xi­mo a ver o con­tra­to blin­da­do, à ima­gem do que já acon­te­ceu com Rú­ben Di­as e Ged­son, que re­no­va­ram am­bos até 2023.

“Já re­ti­ve­mos a saí­da do Rú­ben Di­as, que po­de­rá vir a ser ca­pi­tão do Ben­fi­ca no fu­tu­ro, já re­ti­ve­mos a saí­da do Ged­son e va­mos re­ter a saí­da do João Fé­lix. Ou se­ja, nes­te mo­men­to o Ben­fi­ca es­tá a cri­ar con­di­ções pa­ra que pos­sa­mos re­ter o má­xi­mo pos­sí­vel de ta­len­to e con­cre­ti­zar um so­nho”, de­cla­rou o pre­si­den­te dos en­car­na­dos que ex­pli­ci­tou o pro­pó­si­to. “Se o Ben­fi­ca qui­ser con­cre­ti­zar o so­nho de ser cam­peão eu­ro­peu al­gu­ma vez, pas­sa­rá pe­los jo­ga­do­res da nos­sa ca­sa. Com uma iden­ti­da­de pró­pria, à Ben­fi­ca e pe­la qua­li­da­de que tem”, dei­xou cla­ro o lí­der das águi­as, fa­zen­do alu­são às pro­pos­tas re­cu­sa­das (e pos­te­ri­o­res re­no­va­ções) pe­lo cen­tral e pe­lo médio. Di­as viu de­cli­na­da uma ofer­ta do Lyon e, por Ged­son, tam­bém foi re­fu­ta­da uma avul­ta­da in­ves­ti­da no fe­cho da úl­ti­ma ja­ne­la. De res­to, Vi­ei­ra adi­an­ta que, a par­tir de 2019/20, mais miú­dos te- rão es­pa­ço. “Há 3 ou 4 jo­ga­do­res que na pró­xi­ma épo­ca têm de es­tar no plan­tel do Ben­fi­ca. O Jo­ta, o Fer­ro, o Flo­ren­ti­no e pos­si­vel­men­te o Wil­lock [ver pe­ça ao la­do]. Não po­de­mos ter tan­to ta­len­to em ca­sa e co­lo­cá-los à ex­pe­ri­ên­cia aqui e ali”, su­bli­nhou.

Re­fe­rên­cia mun­di­al

“DI­GO-LHES ABER­TA­MEN­TE QUE HÁ 3 OU 4 JO­GA­DO­RES QUE TÊM DE ES­TAR NO PLAN­TEL: WIL­LOCK, FER­RO, JO­TA E FLO­REN­TI­NO”

Vi­ei­ra re­cor­dou de­pois o pro­ces­so até che­gar ao mo­men­to em que o “Cai­xa Fu­te­bol Cam­pus ago­ra é re­co­nhe­ci­do mun­di­al­men­te em ter­mos de for­ma­ção”, lem­bran­do o “clu­be em ca­cos” que en­con­trou no iní­cio do mi­lé­nio. “Con­se­gui­mos che­gar até aqui de uma for­ma que nos or­gu­lha mui­to. Par­ti­mos de um pon­to em que não tí­nha­mos crédito e che­gá­mos a um pon­to em que so­mos uma re­fe­rên­cia em ter­mos mun­di­ais”, acres­cen­tou. O lí­der dos en­car­na­dos, de 69 anos, pu­xou os ga­lões pa­ra si na ho­ra de fa­lar no men­tor do pro­je­to do Sei­xal e vol­tou a lem­brar que o “cé­le­bre co­lé­gio” es­ta­rá dis­po­ní­vel nu­ma fa­se ini­ci­al pa­ra 650 alu­nos e, nu­ma úl­ti­ma, pa­ra 1.200, com tu­do ali­nha­do nu­ma “es­tra­té­gia in­ter­na­ci­o­nal”. “Es­ta­mos pa­ra fe­char um acor­do com a Quin­ta do Ála­mo que nos da­rá ca­pa­ci­da­de de ter­mos mais seis cam­pos e ou­tro ho­tel. Aí fe­cha-se um ci­clo de in­ves­ti­men­to no Sei­xal, a ní­vel de in­fra­es­tru­tu­ras. O úni­co ci­clo que não va­mos fe­char é em ter­mos de ca­pi­tal hu­ma­no”, sus­ten­tou Vi­ei­ra, não es­con­den­do que os en­car­na­dos que­rem ser a pri­mei­ra “re­fe­rên­cia mun­di­al da for­ma­ção”. *

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.