“Re­sul­ta­do ex­ces­si­vo”

Record (Portugal) - - ALLIANZ CUP -

Jo­sé Go­mes sa­li­en­tou o ele­va­do nú­me­ro de al­te­ra­ções que fez na equi­pa ini­ci­al e o de­sen­ro­lar po­si­ti­vo que as mes­mas re­a­li­za­ram, mas tam­bém as­su­miu a desilusão pe­lo re­sul­ta­do fi­nal. “Mu­dar uma de­ze­na de jo­ga­do­res, re­la­ti­va­men­te ao úl­ti­mo de­sa­fio, é sig­ni­fi­ca­ti­vo e pou­co co­mum, mas tam­bém foi a mi­nha manifestação de con­fi­an­ça a to­dos os elementos do plan­tel. Foi o mo­do de lhes di­zer que acre­di­to ne­les e uma opor­tu­ni­da­de de mos­tra­rem o que são ca­pa­zes de fa­zer se for ne­ces­sá­rio, até por­que a pre­pa­ra­ção des­te jo­go te­ve o mes­mo ri­gor e qua­li­da­de dos ou­tros”, co­me­çou por re­fe­rir o téc­ni­co vi­la-con­den­se, con­vic­to de que “o re­sul­ta­do é ex­ces­si­vo”: “Não es­tou sa­tis­fei­to por­que, pe­las ocasiões que o Rio Ave con­se­guiu cri­ar, o des­fe­cho de­ve­ria ter si­do ou­tro, mas não con­se­gui­mos con­ver­ter e o jo­go tam­bém é mui­to o re­sul­ta­do da efi­cá­cia.” *

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.