ABRA­ÇO LON­GO E CON­VER­SA

Record (Portugal) - - NEWS - AN­DRÉ MONTEIRO

Cum­pri­men­ta­ram-se an­tes do api­to ini­ci­al, com Abel a lem­brar a sua ad­mi­ra­ção por Sér­gio

Vi­ve­ram de for­ma in­ten­sa os 90 mi­nu­tos, es­gri­mi­ram ar­gu­men­tos nas res­pe­ti­vas con­fe­rên­ci­as de im­pren­sa, mas o am­bi­en­te en­tre Sér­gio Con­cei­ção e Abel Fer­rei­ra é sau­dá­vel. De­pois de te­rem en­tra­do num ba­te-bo­ca na épo­ca pas­sa­da, com o téc­ni­co por­tis­ta, an­te­on­tem, até a le­van­tar a ques­tão se o seu ho­mó­lo­go ar­se­na­lis­ta o cum­pri­men­ta­ria no fi­nal do du­e­lo de on­tem, Sér­gio e Abel en­ter­ra­ram o ‘machado de gu­er­ra’ ain­da an­tes do api­to ini­ci­al. Sér­gio Con­cei­ção foi o pri­mei­ro a en­trar em cam­po, lo­go a se­guir às du­as equi­pas te­rem pi­sa­do o rel­va­do, e di­ri­giu-se de ime­di­a­to ao seu ban­co de su­plen­tes. Pou­cos se­gun­dos de­pois, Abel Fer­rei­ra tam­bém sur­giu à bo­ca do tú­nel do Es­tá­dio do Dra­gão, en­tre­gou o seu ca­sa­co a um ele­men­to do Sp. Bra­ga e se­guiu em di­re­ção ao ban­co azul e bran­co. Ao aper­ce­ber-se da mo­vi­men­ta­ção, Sér­gio Con­cei­ção le­van­tou-se e os dois téc­ni­cos cum­pri­men­ta­ram-se com um abra­ço até pro­lon­ga­do, em que se per­ce­beu uma tro­ca de pa­la­vras com al­guns sor­ri­sos à mis­tu­ra. Já no fi­nal da par­ti­da, em de­cla­ra­ções ao Por­to Ca­nal, Sér­gio Con­cei­ção re­ve­lou o te­or da con­ver­sa, que fez re­fe­rên­cia a um ar­ti­go pu­bli­ca­do por Re­cord na sua edi­ção de on­tem. “Cum­pri­men­tou-me e dis­se que era sen­ti­do. Que era um miú­do em Pe­na­fi­el, apa­nha-bo­las no meu pri­mei­ro ano co­mo pro­fis­si­o­nal no clu­be. Dis­se que eu con­ti­nu­a­va a ser uma pes­soa que ad­mi­ra. Pe­los vis­to co­nhe­ce-me e fi­co con­ten­te por is­so”, dis­se. *

PAZ. Sér­gio e Abel en­ter­ra­ram machado de gu­er­ra

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.