Dois ti­pos di­fe­ren­tes de con­fi­an­ça

An­dré Mon­tei­ro

Record (Portugal) - - OPINIÃO -

O que ga­nhou o FC Por­to com a en­tra­da de Her­re­ra pa­ra o lu­gar de Óli­ver ain­da na pri­mei­ra par­te?

Sem que o em­pe­nho do es­pa­nhol pos­sa ser co­lo­ca­do em cau­sa, o me­xi­ca­no adi­ci­o­nou mais al­guns me­tros ao mei­o­cam­po por­tis­ta, que sen­tia di­fi­cul­da­des pa­ra pres­si­o­nar de for­ma efi­caz a saí­da de bo­la do ad­ver­sá­rio. Sér­gio Con­cei­ção en­ten­deu que a equi­pa pre­ci­sa­va mais das ca­rac­te­rís­ti­cas de Her­re­ra do que das de Óli­ver – que tam­bém fi­cou a ver Ví­tor Tor­me­na a apa­re­cer so­zi­nho nas cos­tas de Alex Tel­les no 0-1 – e o de­sen­ro­lar do jo­go deu-lhe ra­zão.

Um re­sul­ta­do des­ni­ve­la­do co­mo es­te dá ra­zão a qu­em abor­da os jo­gos com os gran­des de uma for­ma mais de­fen­si­va do que, on­tem, o Portimonense? Des­de lo­go fi­ca evi­den­te de que não é o mo­de­lo, nes­te ca­so com três cen­trais, que de­fi­ne a pos­tu­ra das equipas... Pa­ra mim, é uma cer­te­za ab­so­lu­ta que os di­tos pe­que­nos es­tão sem­pre mais per­to de pon­tu­ar quan­do man­têm os ad­ver­sá­ri­os sob ten­são, do que quan­do se su­jei­tam a 90 mi­nu­tos de ‘mas­sa­cre’. Fo­lha re­ti­ra­rá os pro­vei­tos da con­fi­an­ça trans­mi­ti­da à sua equi­pa nou­tras par­ti­das.

O que re­pre­sen­ta es­ta sé­rie de 11 vi­tó­ri­as con­se­cu­ti­vas do FC Por­to?

Mais do que o seu sig­ni­fi­ca­do, é mais um fa­tor a ex­po­nen­ci­ar a mo­ti­va­ção co­le­ti­va. Sen­tir que é ca­paz de ven­cer de for­ma con­se­cu­ti­va in­de­pen­den­te­men­te do ad­ver­sá­rio con­fe­re ao gru­po de Sér­gio Con­cei­ção uma enor­me sen­sa­ção de con­for­to.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.