Lan­ter­na-ver­me­lha atrás do cli­que

Record (Portugal) - - SPORTING - P.S.R.

Da­ni­el Ramos as­su­miu o cui­da­do da pre­pa­ra­ção pa­ra o jo­go fren­te ao Belenenses, on­de a úni­ca coi­sa que in­te­res­sa é re­gres­sar a Cha­ves com os três pon­tos pa­ra po­der en­tre­gar a lan­ter­na ver­me­lha do cam­pe­o­na­to. “Es­ta­mos pró­xi­mos de dar o cli­que e va­mos jo­gar com for­te am­bi­ção pa­ra vi­rar­mos a pá­gi­na e sair­mos des­ta po­si­ção”, re­su­miu o téc­ni­co fla­vi­en­se, con­vic­to na “con­cen­tra­ção dos jo­ga­do­res pa­ra re­gres­sar aos bons re­sul­ta­dos. O que es­tá a fal­tar ao Cha­ves é bo­la na re­de, mas, nos jo­gos em que mar­cá­mos pri­mei­ro, ven­ce­mos, pe­lo que tam­bém é pre­ci­so ter es­sa fe­li­ci­da­de, até por­que te­nho a sen­sa­ção de que a equi­pa es­tá a ser mui­to pe­na­li­za­da”. Oti­mis­mo, con­tu­do, que Da­ni­el Ramos re­co­nhe­ce exi­gir mui­ta de­di­ca­ção de um gru­po que es­tá pri­va­do de seis jo­ga­do­res, to­dos de­vi­do a le­são, e o mo­ti­vo que le­vou o téc­ni­co a con­vo­car to­do os ele­men­tos à dis­po­si­ção. Quan­to ao fac­to de Por­tu­gal ter o tem­po útil de jo­go mais re­du­zi­do, Da­ni­el Ramos con­fes­sou que pre­fe­ria não ver tan­tas pa­ra­gens, mas lem­brou que “is­so re­quer gran­des de­ci­sões e gran­des mu­dan­ças. Não me pa­re­ce que pos­sa acon­te­cer em bre­ve”. *

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.