“Va­lo­ri­zar o que é nos­so”

Record (Portugal) - - SPORTING - JO­SÉ MÁRIO

Abel Fer­rei­ra des­va­lo­ri­za po­lé­mi­ca do tem­po útil de jo­go: “Na li­ga in­gle­sa são 50 mi­nu­tos...”

Abel Fer­rei­ra abor­dou na con­fe­rên­cia de im­pren­sa de an­te­vi­são ao jo­go com o Ton­de­la vá­ri­os te­mas la­te­rais à par­ti­da, co­me­çan­do lo­go pe­la po­lé­mi­ca do es­cas­so tem­po útil de jo­go na Li­ga por­tu­gue­sa. Al­go que o trei­na­dor do Sp. Bra­ga des­dra­ma­ti­zou. “É uma ques­tão cul­tu­ral. Te­mos a ten­dên­cia de va­lo­ri­zar o que vem de fo­ra. A ga­li­nha da vi­zi­nha é sem­pre me­lhor do que a minha. A Sué­cia es­tá em 1º lu­gar nes­se es­tu­do e é o me­lhor cam­pe­o­na­to? Te­mos 45 mi­nu­tos de tem­po útil, mas a li­ga in­gle­sa tem 50 mi­nu­tos”, des­ta­cou, abrin­do o mo­te pa­ra uma aná­li­se mais pro­fun­da so­bre a in­dús­tria do fu­te­bol. “Quan­do olho pa­ra os 330 mi­lhões de euros que o fu­te­bol fa­tu­ra, fi­co tris­te quan­do as pes­so­as que vi­vem de­le lhe dão por­ra­da. Tu­do is­to não é na­da mais do que o es­pe- lho da al­deia glo­bal em que vi­ve­mos”, as­si­na­lou, fo­can­do os de­se­qui­lí­bri­os que exis­tem. “Dis­tri­bu­am me­lhor as re­cei­tas e se­gu­ra­men­te va­mos ter mais gen­te no es­tá­dio. Va­mos é va­lo­ri­zar o que é nos­so, es­te qua­dra­di­nho, que uns até nos con­fun­dem com os es­pa­nhóis. Te­mos o me­lhor jo­ga­dor de sem­pre, os me­lho­res em­pre­sá­ri­os de e os me­lho­res di­ri­gen­tes”, de- sa­ba­fou ain­da Abel Fer­rei­ra. O téc­ni­co tam­bém ver­sou so­bre o Ton­de­la, “um ad­ver­sá­rio bem ori­en­ta­do e que sa­be o que faz em cam­po, so­bre­tu­do na tran­si­ção”. Abel Fer­rei­ra lem­brou o jo­go da Al­li­anz Cup em que o Sp. Bra­ga co­me­çou a per­der. “Te­mos de ir ao me­lhor de nós, fa­zer bem as coi­sas sim­ples, cum­prir o pla­no de jo­go e jo­gar até ao úl­ti­mo se­gun­do com von­ta­de de ven­cer”, avi­sou, con­cluin­do com um vo­to de con­fi­an­ça no plan­tel: “Es­ta equi­pa já mos­trou que uma das su­as for­mas de tra­ba­lhar é em ten­são, em aler­ta. Foi mais uma se­ma­na de tra­ba­lho fan­tás­ti­ca, de qua­li­da­de, de in­ten­si­da­de, em que to­dos lu­ta­ram por uma va­ga. Sa­be­mos das di­fi­cul­da­des que va­mos en­con­trar.” * TON­DE­LA

“AD­VER­SÁ­RIO BEM ORI­EN­TA­DO, QUE SA­BE O QUE FAZ EM CAM­PO, SO­BRE­TU­DO NA TRAN­SI­ÇÃO”, DIS­SE SO­BRE O TON­DE­LA

SA­TIS­FEI­TO. Elo­gi­ou plan­tel pe­lo tra­ba­lho ao lon­go da se­ma­na

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.