Le­são de Ana Aze­ve­do man­cha triun­fo su­a­do

Record (Portugal) - - FUTEBOL - P.F.P.

Uma vi­tó­ria é sem­pre uma vi­tó­ria, mas es­ta po­de­ria ter si­do mui­to mais sa­bo­ro­sa. A Se­le­ção Na­ci­o­nal de fut­sal fe­mi­ni­no re­ce­beu a Rús­sia e Pis­ko fez o go­lo do triun­fo ain­da na pri­mei­ra par­te de um jo­go que fi­cou mar­ca­do pe­la ne­ga­ti­va pe­la le­são apa­ren­te­men­te gra­ve de Ana Aze­ve­do, que saiu de ma­ca.

O que se viu des­de o pri­mei­ro mi­nu­to foi uma Se­le­ção por­tu­gue­sa a que­rer man­dar e a con­se­guir fa­zê-lo. As opor­tu­ni­da­des iam sur­gin­do, mas a pon­ta­ria es­ta­va de­sa­fi­na­da. O pe­ri­go ron­da­va a ba­li­za rus­sa, mas a pri­mei­ra gran­de chan­ce de go­lo apa­re­ceu do ou­tro la­do, com Le­be­de­va (12’) a acer­tar no pos­te da ba­li­za à gu­ar­da de Ana Ca­ta­ri­na. Cin­co mi­nu­tos de­pois, Pis­ko apro­vei­tou um res­sal­to pa­ra inau­gu­rar o mar­ca­dor e co­lo­car al­gu­ma jus­ti­ça no re­sul­ta­do.

O se­gun­do tem­po co­me­çou com a le­são da ca­pi­tã por­tu­gue­sa, uma si­tu­a­ção que afe­tou o ren­di­men­to da equi­pa na­ci­o­nal que, ape­sar de do­mi­nar a par­ti­da até ao api­to fi­nal, não con­se­guiu am­pli­ar a van­ta­gem.

Es­tas du­as se­le­ções vol­tam a es­tar fren­te a fren­te já ama­nhã, às 19 ho­ras, tam­bém no Pa­vi­lhão Mu­ni­ci­pal da Na­za­ré. * *

GO­LO. Pis­ko re­ma­tou de pé di­rei­to pa­ra de­ci­dir a par­ti­da

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.