VI­EI­RA PE­DE TITULOS A LAGE

PRE­SI­DEN­TE EXI­GE AM­BI­ÇÃO ATÉ FI­NAL DA ÉPO­CA

Record (Portugal) - - PRIMEIRA PÁGINA - FI­LI­PE PE­DRAS E PE­DRO PON­TE

TI­A­GO DAN­TAS RENOVA COM CLÁU­SU­LA DE 45 MI­LHÕES

NO NA­ME BOYS ATA­CA­RAM PO­LÍ­CI­AS NOS AÇORES PSP RES­PON­DEU COM BA­LAS DE BOR­RA­CHA

TREI­NA­DOR DÁ HO­JE A 1ª CON­FE­RÊN­CIA DE IM­PREN­SA DE AN­TE­VI­SÃO

ADJUNTO VE­RÍS­SI­MO TAM­BÉM SO­BE À PRI­MEI­RA EQUI­PA

PLAN­TEL PAS­SA SE­MA­NA NO MI­NHO

Bruno Lage per­de ho­je ofi­ci­al­men­te o es­ta­tu­to de ‘pro­vi­só­rio’ – faz tam­bém a sua pri­mei­ra an­te­vi­são a um jo­go – que a SAD lhe ha­via da­do no dia em que foi con­fir­ma­da a saí­da de Rui Vi­tó­ria. E, sa­be Re­cord, o que Luís Fi­li­pe Vi­ei­ra pre­ten­de com es­te ato é não só dar um vo­to de con­fi­an­ça a um trei­na­dor que ga­nhou os dois pri­mei­ros desafios que te­ve pe­la fren­te (Rio Ave e San­ta Cla­ra), mas tam­bém que o trei­na­dor, de 42 anos, não se sin­ta co­mo um in­te­ri­no e abra­ce com to­da a am­bi­ção o ata­que à con­quis­ta dos tí­tu­los ain­da em dis­cus­são. A de­ci­são de apos­tar em Bruno Lage até fi­nal da épo­ca já es­ta­va to­ma­da des­de o mo­men­to em que Vi­tó­ria saiu e só mes­mo se Fi­li­pe Vi­ei­ra não vis­se a me­nor res­pos­ta nos di­tos em­ba­tes com Rio Ave e San­ta Cla­ra é que ain­da po­de­ria re­pen­sá-la. E a ver­da­de é que, na Luz, to­dos têm no­ção de que na­da es­tá per­di­do. Na Li­ga, a equi­pa es­tá na vi­ce-li­de­ran­ça, a cin­co pon­tos do FC Por­to; na Ta­ça de Portugal, es­ta­rá ama­nhã em dis­pu­ta com o V. Gui­ma­rães a pre­sen­ça nos quar­tos-de-fi­nal; na Allianz Cup, são os dra­gões o ad­ver­sá­rio no ca- mi­nho da fi­nal e na Li­ga Eu­ro­pa o ob­je­ti­vo dos en­car­na­dos tam­bém é ir o mais lon­ge pos­sí­vel.

Ora, qual­quer des­tes ob­je­ti­vos es­tá por es­ta al­tu­ra ema­ber­to e não é por ter tro­ca­do de trei­na­dor que Vi­ei­ra ati­rou a toalha ao chão. Tal co­mo Re­cord adi­an­tou, o pre­si­den­te ben­fi­quis­ta con­fia nas ca­pa­ci­da­des e am­bi­ção de Lage pa­ra ata­car o que é pos­sí­vel. E é nes­se ca­mi­nho de es­ta­bi­li­da­de até fi­nal da épo­ca que o res­pon­sá­vel má­xi­mo dá es­te vo­to ao ex-téc­ni­co da equi­pa B. Vi­ei­ra não quer que o trei­na­dor pen­se que tem a ‘ca­be­ça’ em ris­co a ca­da jo­go que pas­sa e acre­di­ta que o jo­vem téc­ni­co tem tu­do pa­ra se­gu­rar o bar­co até ao fi­nal. A con­quis­ta de tí­tu­los não é, po­rém, uma exi­gên­cia di­re­ta a Lage. O rep­to lan­ça­do pe­lo pre­si­den­te pas­sa aci­ma de tu­do por que­rer ver a equi­pa téc­ni­ca a pen­sar al­to e não ape­nas fo­ca­da em aguen­tar as pon­tas. Pa­ra além dis­so, ain­da que a re­con­quis­ta pos­sa vir a re­ve­lar­se um ob­je­ti­vo im­pos­sí­vel de al­can­çar mais adi­an­te, é pre­ci­so re­cor­dar a im­por­tân­cia de che­gar ao se­gun­do lu­gar, que per­mi­te o aces­so às pré-eli­mi­na­tó­ri­as da Li­ga dos Cam­peões. Afi­nal, nes­se mes­mo pos­to vi­ve a pos­si­bi­li­da­de de ga­ran­tir lar­gos mi­lhões de eu­ros só pe­la pre­sen­ça na di­ta com­pe­ti­ção eu­ro­peia, ce­ná­rio de vi­tal re­le­vo nos di­as que cor­rem, tal é a di­fe­ren­ça pa­ra as re­cei­tas pro­ve-

NU­MA AL­TU­RA EM QUE ATÉ O 2º LU­GAR TEM FOR­TE RE­LE­VO, O RES­PON­SÁ­VEL MÁ­XI­MO QUER MAN­TER A FO­ME DE CON­QUIS­TAS

ni­en­tes da Li­ga Eu­ro­pa.

Ga­nhar tem­po

A apos­ta em Lage até fi­nal da épo­ca é fir­me e só mes­mo uma no­va sé­rie de maus re­sul­ta­dos, a afas­tar a equi­pa de to­dos os ob­je­ti­vos, po­de­rá le­var Vi­ei­ra a re­pen­sar a es­tra­té­gia. A ideia é tam­bém ga­nhar tem­po pa­ra ten­tar ga­ran­tir um no­me de to­po. Tal co­mo adi­an­tá­mos opor­tu­na­men­te, é es­sa a ideia de Vi­ei­ra pa­ra a pró­xi­ma épo­ca, mas a SAD já sa­be que só com cal­ma con­se­gue as­se­gu­rar um trei­na­dor ina­ta­cá­vel e que en­cai­xe no pro­je­to de apos­ta na for­ma­ção. *

À FREN­TE. Na edi­ção do úl­ti­mo dia 6, Re­cord já ti­nha adi­an­ta­do que Lage era a apos­ta de Vi­ei­ra até ao fim da épo­ca

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.