Record (Portugal)

Azevedo faz regressar tiro aos Jogos

-

O tiro com armas de caça português regressa aos Jogos Olímpicos em Tóquio, pela mira de João Paulo Azevedo. A modalidade estava ausente desde Pequim’2008, quando Manuel Silva foi 27º.

João Paulo Azevedo volta assim a colocar a modalidade na rota do maior evento desportivo mundial e espera até que o seu feito possa trazer mais jovens para a prática do tiro com armas de caça. Para já, o foco está apontado à prova do dia 28, com as qualificaç­ões. Se chegar à final, no dia seguinte, tudo é possível. “Vou lá lutar por medalhas. Se não fosse com essa ideia, nem saía de casa. O mínimo que gostaria de atingir seria uma final, os seis primeiros, e o máximo são as medalhas”, disse o atleta à Lusa em abril, mas em janeiro de 2020, antes do adiamento do evento, também já tinha traçado, ao nosso jornal, metas semelhante­s. “Todos os atletas que se apuraram arriscam-se a ganhar. Será muito equilibrad­o e depende dos 125 pratos daquele dia. E eu sou um deles”, frisou o empresário vila-condense, de 37 anos. “Não nos passa pela cabeça não ganhar [uma medalha] e temos capacidade”, reforçou, por sua vez, o treinador Custódio Ezequiel.

*

 ??  ?? João Paulo Azevedo aponta a mira
João Paulo Azevedo aponta a mira

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal