Record (Portugal)

NISSAN QASHQAI Estatuto reforçado

Crossover’ disponível com motorizaçã­o gasolina ‘mild-hybrid’ e potências de 140 e 158 cv

- PAULO RENATO SOARES

O início deste mês de julho marcou a entrada no mercado nacional da terceira geração do Nissan Qashqai, o ‘crossover’ nascido em 2007 e que estabelece­u os parâmetros da categoria que é hoje uma das mais ativas da indústria automóvel. O novo Qashqai enfrenta agora enorme concorrênc­ia, mas apresenta-se com estatuto reforçado e pronto para dar seguimento a uma carreira com cinco milhões de unidades vendidas desde o lançamento. Construído a partir de nova plataforma (CMF-C), que permite motorizaçõ­es híbridas, o Qashqai III cresceu face ao antecessor: tem maior distância entre eixos (+20 mm); é mais comprido (+35 mm); mais largo (+32 mm) e mais alto (+25 mm). Há mais espaço a bordo e ganhos na rigidez da carroçaria (48%), conseguind­o a Nissan baixar o peso do conjunto em 60 kg. Procurando um ’design’ mais emocional, o exercício estético no exterior – linhas de ombro mais expressiva­s; laterais esculpidas; nova grelha ‘V-Motion’ da Nissan; assinatura luminosa LED em formato ‘boomerang’ – foi acompanhad­o por naturais alterações no habitáculo. Há um novo painel de instrument­os digital (12,3’’; novo ecrã tátil (9’’), benesses como o carregamen­to de ‘smartphone’ por indução e maior apuro nos materiais. O ambiente a bordo é descomplex­ado, apelando a lógicas de utilização familiar – as portas traseiras abrem a 90 graus. Antes da versão híbrida ‘E-Power’, que chega no final do ano, a Nissan propõe o novo Qashqai com motorizaçã­o a gasolina e sistema ‘mild-hybrid’ de 12V. As potências retiradas do renovado 1.3 TGD-I variam entre os 140 e os 158 cv, esta com hipótese de associação a caixa automática X-Tronic de nova geração e opção por sistema 4WD. Do contacto com ambas as versões (4x2) em percurso multifacet­ado e maioritari­amente em estrada ficou demonstrad­o o trabalho de renovação do Qashqai. Confortáve­l, fácil de conduzir e garantindo consumos próximos dos anunciados, esta terceira geração mostrou também que a versão com 140 cv é a mais racional.

Em Portugal, a gama está dividida em quatro níveis de equipament­o e a Nissan propõe ainda uma versão de lançamento chamada ‘Premiere Edition’.

 ??  ??
 ??  ??
 ??  ??
 ??  ??

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal