Record (Portugal)

CONFIANÇA APESAR DO DURO DESAFIO

Presidente da Federação, Pedro Moura, acredita numa boa prestação lusa nos Jogos Olímpicos

- FILIPE BALREIRA

O ténis de mesa português tem vivido anos de grande evolução e, tendo isso em conta, os atletas nacionais que irão representa­r a modalidade nos Jogos Olímpicos de Tóquio acreditam numa boa prestação. Desde logo, o presidente da Federação Portuguesa de Ténis de Mesa (FPTM), Pedro Moura, deixa claro que os atletas chegam a Tóquio com o objetivo de pensar “passo a passo”, ainda que tenham em mente chegar a uma fase adiantada da competição. O líder federativo espera bons resultados, isto depois de um ano cheio de dificuldad­es devido à pandemia. “Temos vindo a realizar um trabalho duro ao longo dos últimos cinco anos. Mas este ano foi muito complicado. A verdade é que fomos das primeiras federações a reabrir o nosso centro de treinos. Em matéria de trabalho e preparação diária, tivemos de fazer as adaptações necessária­s para que os atletas continuass­em a preparar-se o melhor possível para os Jogos Olímpicos. Nesta altura sentimos que estamos preparados para os Jogos. As expetativa­s são as melhores possíveis. A equipa vai aparecer bem em Tóquio, os atletas têm de aguardar pelo sorteio e, se a sorte não for madrasta, é ir para a mesa e jogar”, confessou a Record. Certo é que Pedro Moura defende

“É POSSÍVEL CHEGAR A LUGARES CIMEIROS. GOSTARÍAMO­S DE EVITAR CHINA E JAPÃO NAS PRIMEIRAS RONDAS”, DIZ

que a comitiva portuguesa pode surpreende­r. “Tanto no masculino como no feminino, temos atletas competente­s e é possível chegar a lugares cimeiros. Temos adversário­s difíceis. Gostaríamo­s de evitar China e Japão nas primeiras rondas. Se isso acontecer, temos a expetativa de conseguir resultados com mérito em Tóquio”, conclui.

 ??  ?? CRENÇA. Pedro Moura garante que atletas estão bem preparados
CRENÇA. Pedro Moura garante que atletas estão bem preparados

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal