Fis­co

Não dei­xe pas­sar um des­con­to de 250 eu­ros

Sábado - - DESTAQUE -

Além das de­du­ções ha­bi­tu­ais que o Fis­co aceita no seu IRS – des­pe­sas ge­rais, saú­de, etc. – há uma de­du­ção de IVA. O Es­ta­do in­cen­ti­va-o a tra­ba­lhar pe­lo Fis­co em sec­to­res com a ha­bi­tu­al fu­ga fis­cal ele­va­da – res­tau­ran­tes, ca­be­lei­rei­ros, ofi­ci­nas de au­to­mó­veis –, de­vol­ven­do-lhe 15% do IVA que su­por­ta nes­tes con­su­mos. Tem de pedir as fac­tu­ras com nú­me­ro de con­tri­buin­te e de­pois con­fir­mar se o ou­tro la­do as re­gis­ta no por­tal E-fac­tu­ra (se não re­gis­tar tem de ser o leitor a fa­zê-lo ma­nu­al­men­te – não dei­xe acu­mu­lar). Exem­plo: um agre­ga­do fa­mi­li­ar que gas­te uma mé­dia de 8 eu­ros por dia em re­fei­ções fo­ra, 300 eu­ros por ano na re­pa­ra­ção do car­ro, 600 em alo­ja­men­to e 200 em cabeleireiro/bar­bei­ro con­se­gue uma de­du­ção de 140 eu­ros. É fá­cil – só pre­ci­sa de uma dis­ci­pli­na mí­ni­ma.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.