Di­a­na fi­ca de­ses­pe­ra­da com rap­to de Ro­dri­go

Correio da Manha - Sexta - - Destaque ‘Alma e Coração’ -

DI­A­NA E RO­DRI­GO PA­RE­CEM ES­TAR A VI­VER UM VER­DA­DEI­RO SO­NHO. De­pois de te­rem tro­ca­do ali­an­ças, o ca­sal pre­pa­ra as ma­las e par­te pa­ra Mar­ro­cos pa­ra ce­le­brar o amor nu­ma lua de mel que ti­nha tu­do pa­ra ser ines­que­cí­vel. Apai­xo­na­dos e em gran­de cli­ma de ro­man­ce, am­bos de­ci­dem ir dar uma vol­ta de ji­pe, on­de tro­cam bei­jos e ju­ras de amor. Se­guem pa­ra a tenda. Dei­tam- se e fa­zem pla­nos pa­ra co­nhe­ce­rem a ci­da­de de Fez. É exa­ta­men­te nes­se mo­men­to que são sur­pre­en­di­dos por um gru­po de guer­ri­lhei­ros que, ar­ma­do, os co­me­ça a ame­a­çar. Di­a­na fi­ca as­sus­ta­da, mas ra­pi­da­men­te per­ce­be que es­tes não que­rem na­da com ela, mas com o ma­ri­do. Ro­dri­go ain­da ten­ta fa­zer fren­te aos guer­ri­lhei­ros, mas não tem hi­pó­te­se. Es­tes surpreende­m- no com uma for­te pan­ca­da e, sem con­se­guir re­sis­tir, aca­ba por cair no chão, on­de é amar­ra­do. O gru­po ar­ras­ta Ro­dri­go pa­ra fo­ra da tenda e fe­cha- o na par­te de trás do ji­pe.

De­ses­pe­ra­da, Di­a­na le­van­ta- se e cor­re atrás do ma­ri­do. Ao sair da tenda, vê o ji­pe a se­guir a al­ta ve­lo­ci­da­de. Com­ple­ta­men­te lou­ca e sem sa­ber o que fa­zer, a trapezista ati­ra- se pa­ra o chão e co­me­ça a cho­rar. “Ro­dri­go!”, gri­ta, de­ses­pe­ra­da.

De olhos ven­da­dos e com os pés e as mãos amar­ra­dos, Ro­dri­go ten­ta li­ber­tar- se, mas s e n t e - s e co mpl e t a men t e im­po­ten­te. É vi­o­len­ta­men­te a gre­di do, o que o fa z fi car imó­vel. O que Di­a­na nem so­nha é que to­do este pla­no foi pen­sa­do por Gon­ça­lo, que é ca­paz de fa­zer tu­do pa­ra ver o ra­di­a­lis­ta bem lon­ge do seu gran­de amor.

A TRAPEZISTA FI­CA EM P­NI­CO QUAN­DO OS GUER­RI­LHEI­ROS LHE LE­VAM O MA­RI­DO. EM ES­TA­DO DE LOU­CU­RA, GRI­TA POR ELE EM PLE­NO DE­SER­TO DE MAR­RO­COS OS GUER­RI­LHEI­ROS INVADEM A TENDA E RAPTAM RO­DRI­GO. DI­A­NA FI­CA SO­ZI­NHA E ANGUSTIADA EM PLE­NO DE­SER­TO, EM MAR­RO­COS

RO­DRI­GO É LEVADO POR GUER­RI­LHEI­ROS. Di­as de­pois do rap­to, o ma­ri­do de Di­a­na apa­re­ce num acam­pa­men­to ter­ro­ris­ta. Fi­si­ca­men­te de­bi­li­ta­do, o ra­di­a­lis­ta afir­ma“sen­tir- se mor­to” e tem a cer­te­za que ain­da só não o ma­ta­ram por ser eu­ro­peu e ser­vir co­mo mo­e­da de tro­ca.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.