MA­RIA DA PAZ É PRE­SA POR TEN­TAR MA­TAR RÉ­GIS

APÓS ME­SES DE TRAI­ÇÃO, A BO­LEI­RA DES­CO­BRE A VER­DA­DE E TU­DO TER­MI­NA EM TRA­GÉ­DIA

Correio da Manha - Sexta - - Não Perca Guia Do Lazer -

Jo­si­a­ne já per­ce­beu que Ré­gis an­da dis­tan­te e de­ci­de con­fron­tar o aman­te. Con­tu­do, fi­ca cho­ca­da com a re­ve­la­ção. O fi­lho de Gladys re­ve­la que aca­bou por se apai­xo­nar ver­da­dei­ra­men­te por Paz. In­con­for­ma­da, a vi­lã co­me­ça a ti­rar a rou­pa a Ré­gis. Nes­se mo­men­to, Ma­ria da Paz acor­da e per­ce­be que o ma­ri­do não es­tá na ca­ma. A em­pre­sá­ria le­van­ta-se e, ao ou­vir um ba­ru­lho, vai bus­car uma ar­ma. Paz se­gue o ruí­do e ou­ve a voz do ma­ri­do no qu­ar­to da fi­lha. Atra­vés da por­ta en­tre­a­ber­ta, vê os dois se­mi­nus. Ré­gis ten­ta ex­pli­car-se, mas a ela não o quer ou­vir. “Não tem ex­pli­ca­ção ne­nhu­ma. Eu es­tou a ver. Lar­ga a mi­nha fi­lha, des­gra­ça­do”, or­de­na a em­pre­sá­ria. Num ato de de­ses­pe­ro por per­ce­ber que an­dou a ser en­ga­na­da, Ma­ria da Paz atin­ge o ma­ri­do com um ti­ro. E aca­ba por ser pre­sa.

A em­pre­sá­ria fi­ca in­cré­du­la quan­do des­co­bre que an­dou a ser en­ga­na­da pe­la fi­lha e pe­lo ma­ri­do. Num ato de lou­cu­ra aca­ba por dis­pa­rar con­tra Ré­gis e aca­ba pre­sa

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.