Uma des­pe­di­da com fu­tu­ro

Correio da Manha - Sexta - - Êxito Música - POR MI­GUEL AZE­VE­DO JOR­NA­LIS­TA

Nas vés­pe­ras do con­cer­to de des­pe­di­da no Co­li­seu de Lis­boa, Car­los do Car­mo di­zia-me que es­ta­va “pre­pa­ra­do pa­ra mor­rer”, que se is­so, por ven­tu­ra, acon­te­ces­se em pal­co até se­ria “uma mor­te glo­ri­o­sa” (“os mé­di­cos já me dis­se­ram que a qual­quer mo­men­to pos­so cair pa­ra o la­do”), mas que o que ver­da­dei­ra­men­te o as­sus­ta­va era a ques­tão da de­ca­dên­cia. “Não que­ria dei­xar uma ima­gem de­ca­den­te e es­tra­gar o que fiz. As pes­so­as não me­re­cem is­so de mim”. Ora, foi um Car­los do Car­mo de co­ra­ção es­can­ca­ra­do, ex­pos­to, mas a res­pi­rar fa­do, com a voz de sem­pre e o mes­mo sor­ri­so tra­qui­na, com o char­me ha­bi­tu­al, mas a di­as de fa­zer 80 anos, com a no­ção que já não é mais um ‘pu­to’, que se des­pe­diu no pas­sa­do sá­ba­do dos pal­cos pe­ran­te um Co­li­seu dos Re­crei­os de nó na gar­gan­ta, a se­gu­rar a co­mo­ção co­mo pou­cas ve­zes. En­trou nu­ma sa­la de pé e des­pe­diu-se du­as ho­ras de­pois de uma pla­teia em­be­ve­ci­da e seduzida, ir­re­me­di­a­vel­men­te seduzida (ain­da es­tá por nas­cer qu­em fa­ça me­lhor). An­tó­nio Cos­ta su­biu ao pal­co pa­ra lhe atri­buir a me­da­lha de Mé­ri­to Cul­tu­ral, não por aqui­lo que fez mas “pe­la con­fi­an­ça que te­mos no mui­to que con­ti­nu­a­rá a fa­zer pe­la mú­si­ca e pe­la cul­tu­ra”, dis­se o pri­mei­ro-mi­nis­tro. Lem­brei-me da en­tre­vis­ta que lhe fiz em 2013, aquan­do do dis­co ‘Fa­do é Amor’, ál­bum de du­e­tos com Al­di­na Du­ar­te, Ana Mou­ra, Ca­ma­né, Car­mi­nho, Cris­ti­na Bran­co, Ma­fal­da Ar­nauth, Mar­co Ro­dri­gues, Ma­ri­za, Ra­quel Ta­va­res e Ri­car­do Ribeiro, to­dos uns pu­tos ao pé de­le. Per­gun­tei-lhe co­mo era “dar a mão a es­ta no­va ge­ra­ção”. Ele ‘afi­nou’ co­mi­go e dis­se-me: “Eu não es­tou a dar a mão a nin­guém. Es­tou a dar con­ti­nui­da­de”. Obri­ga­do, Car­los! O fa­do não dei­xa­rá de ser seu e o Car­los nun­ca dei­xa­rá de ser qu­em era.

EN­TROU NU­MA SA­LA DE PÉ E SAIU COM UMA PLA­TEIA SEDUZIDA

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.