FI­LI­PE FIN­GE QUE SE SEN­TE MAL PA­RA NÃO CE­LE­BRAR A MIS­SA

A CE­RI­MÓ­NIA ES­TÁ A COR­RER BEM ATÉ QUE O FAL­SO SA­CER­DO­TE TEM UMA `BRAN­CA' E A ÚNI­CA SO­LU­ÇÃO É DES­MAI­AR...

Correio da Manha - Sexta - - Não Perca -

Édia de Fi­li­pe ce­le­brar a mis­sa, mas o jo­vem es­tá ner­vo­so com me­do que al­go não cor­ra bem. Ti­na, que já sa­be a ver­da­de, tran­qui­li­za o fal­so sa­cer­do­te, mas são in­ter­rom­pi­dos por Pra­ze­res e a bai­la­ri­na tem de se es­con­der no ar­má­rio. Mais tar­de, na ce­ri­mó­nia, Fi­li­pe es­que­ce-se do res­to das re­zas. Sem al­ter­na­ti­va, o fal­so sa­cer­do­te de­ci­de fin­gir que se sen­te mal e aca­ba por des­mai­ar. O pâ­ni­co e pre­o­cu­pa­ção é ge­ral, à ex­ce­ção de Ti­na, que não per­ce­be se o ami­go es­tá a fin­gir ou se sen­tiu mes­mo mal. Sem con­di­ções pa­ra con­ti­nu­ar a ce­ri­mó­nia, as pes­so­as vão pa­ra ca­sa. Já re­com­pos­to, Fi­li­pe de­sa­ba­fa com Ti­na e afir­ma que es­tá a pen­sar usar o di­nhei­ro dos do­na­ti­vos pa­ra pa­gar a dí­vi­da e fi­car li­vre. Mas a re­si­den­te do Car­ros­sel aler­ta pa­ra o fac­to de po­der ser pre­so.

Fi­li­pe es­que­ce-se do res­to das re­zas. Por is­so, de­ci­de fin­gir que se sen­te mal e des­maia. A pre­o­cu­pa­ção é ge­ral. Ti­na é a úni­ca que sa­be to­da a ver­da­de

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.