Mos­tra icó­ni­ca de Car­ti­er-Bres­son na Al­fân­de­ga do Por­to

UM DOS FO­TÓ­GRA­FOS MAIS ADMIRADOS DE SEM­PRE ES­TÁ COM UMA MOS­TRA NA AL­FÂN­DE­GA DO POR­TO. `TÊTE-À-TÊTE' MOS­TRA AL­GUNS DOS ME­LHO­RES RE­TRA­TOS DO FRAN­CÊS HEN­RI CAR­TI­ER-BRES­SON

Correio da Manha - Sexta - - Primeira Página -

Aex­po­si­ção cha­ma-se ‘Tête-à-Tête – Re­tra­tos’, e reú­ne, na Al­fân­de­ga do Por­to, al­gu­mas das fo­tos mais mar­can­tes de Hen­ri Car­ti­er-Bres­son. De Ma­rilyn Mon­roe a Edith Pi­af, até abril de 2020 se­rá pos­sí­vel ad­mi­rar a mes­tria de um gé­nio do olhar. Hen­ri Car­ti­er-Bres­son nas­ceu no seio de uma fa­mí­lia de in­dus­tri­ais e co­me­çou por es­tu­dar pin­tu­ra. Com 20 e pou­cos anos, nu­ma vi­a­gem a Mar­se­lha, viu a fo­to­gra­fia ‘Três Ra­pa­zes no La­go Tan­ga­ni­ca’, do hún­ga­ro Mar­tin Mun­kác­si (que mos­tra­va três ra­pa­zes ne­gros a cor­re­rem em di­re­ção ao la­go) e a sua vi­da mu­dou. De­ci­diu ser fo­tó­gra­fo. Pou­co de­pois eclo­dia a Se­gun­da Guer­ra Mun­di­al e Bres­son viu-se alis­ta­do no exér­ci­to fran­cês. Du­ran­te a in­va­são ale­mã foi cap­tu­ra­do e pas­sou al­gum tem­po num cam­po de pri­si­o­nei­ros, de on­de aca­bou por se eva­dir, ape­nas pa­ra se jun­tar à Re­sis­tên­cia Fran­ce­sa. Após a guer­ra, fun­dou a agên­cia fo­to­grá­fi­ca Mag­num com Bill Van­di­vert, Ro­bert Ca­pa, Ge­or­ge Rod­ger e Da­vid Sey­mour. Foi por es­sa al­tu­ra, tam­bém, que o seu tra­ba­lho co­me­çou a so­fis­ti­car-se e re­vis­tas co­mo a ‘Li­fe’, a ‘Vo­gue’ e a ‘Har­per's Ba­za­ar’ co­me­ça­ram a con­tra­tá-lo pa­ra vi­a­jar pe­lo mun­do e re­gis­tar, com o seu olhar es­pe­ci­al, ima­gens úni­cas. Da Eu­ro­pa aos Es­ta­dos Uni­dos, da Ín­dia à Chi­na, Bres­son as­si­nou tra­ba­lhos que ra­pi­da­men­te o tor­na­ram nu­ma len­da e lhe abri­ram to­das as por­tas. Foi o pri­mei­ro fo­tó­gra­fo da Eu­ro­pa Oci­den­tal a fo­to­gra­far a vi­da na União So­vié­ti­ca, re­gis­tou os úl­ti­mos di­as de Gandhi e os eu­nu­cos im­pe­ri­ais chi­ne­ses, lo­go após a Re­vo­lu­ção Cul­tu­ral. Mor­reu em 2004, com 95 anos.

TA­LEN­TO DE CAR­TI­ER-BRES­SON ABRIU-LHE MUI­TAS POR­TAS: FOI O PRI­MEI­RO A RE­GIS­TAR A VI­DA NA UNIÃO SO­VIÉ­TI­CA

A atriz Ma­rilyn Mon­roe e os po­lí­ti­cos Mar­tin Luther King e Ro­bert Ken­nedy são três das mui­tas fi­gu­ras que o fran­cês Hen­ri Car­ti­er-Bres­son (1908-2004) cap­tou, em mo­men­tos de au­ten­ti­ci­da­de, com a sua fi­el Lei­ca. A mos­tra in­clui mui­tas ou­tras per­so­na­li­da­des – co­mo Je­an-Paul Sar­tre, Edith Pi­af, Pa­blo Pi­cas­so, Igor Stra­vinsky e Tru­man Ca­po­te – e são pa­ra ad­mi­rar nu­ma mos­tra pa­ten­te na Al­fân­de­ga do Por­to até 12 de abril. Vi­si­tas de se­gun­da a sex­ta das 10h00 às 19h00, sá­ba­dos e do­min­gos até às 20h00 (10 €).

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.