As es­co­lhas de Lju­bo­mir

O PO­LÉ­MI­CO CHEF JÁ NÃO QUER SAIR DA TVI

Correio da Manha - Sexta - - A Semana Começa À - POR MA­NU­EL FAL­CÃO DI­RE­TOR-GE­RAL DA NO­VA EX­PRES­SÃO TEX­TO ES­CRI­TO COM A AN­TI­GA GRAFIA

Ater­cei­ra edi­ção de ‘Pe­sa­de­lo na Co­zi­nha’ da TVI re­ve­lou-se uma ver­da­dei­ra dor de ca­be­ça pa­ra Lju­bo­mir Stanisic, que mes­mo con­tra a pró­pria von­ta­de foi ‘obri­ga­do’ a gra­var dez no­vos epi­só­di­os do formato. Pa­ra acal­mar os ner­vos do po­lé­mi­co chef, a di­re­ção do quar­to ca­nal de­ci­diu pre­miá-lo com uma ca­sa com pis­ci­na fo­ra de Lis­boa e ain­da um che­que de 30 mil eu­ros pe­las emis­sões gra­va­das. A pos­tu­ra de Lju­bo­mir é ou­tra, quan­do qu­es­ti­o­na­do se es­ta­ria dis­po­ní­vel pa­ra uma no­va edi­ção do formato. “Não sei… Nun­ca di­go nun­ca – e quan­do o di­go, não me le­vo a sé­rio”, es­cla­re­ceu em de­cla­ra­ções à im­pren­sa. Em­bo­ra te­nha di­to que ia gra­var a ter­cei­ra tem­po­ra­da de ‘Pe­sa­de­lo na Co­zi­nha’ por “fre­te”, o co­zi­nhei­ro ga­ran­te que foi mais pa­ci­en­te com os pro­pri­e­tá­ri­os dos res­tau­ran­tes ins­cri­tos. “Pe­lo con­trá­rio. A pro­du­ção até brin­ca co­mi­go e di­zem que es­tou mais meiguinho…” Qu­an­to à equi­pa que se man­tém a mes­ma des­de a pri­mei­ra edi­ção, ‘Lju­bo’ só tem elo­gi­os a fa­zer. “O Ma­nu­el Ama­ro da Cos­ta, re­a­li­za­dor, per­ce­be-me co­mo nin­guém e fun­ci­o­na­mos mui­to bem jun­tos. Há uma quí­mi­ca que se vai aper­fei­ço­an­do e acho que o re­sul­ta­do vai fi­can­do ca­da vez me­lhor, ho­nes­ta­men­te.”

O AS­SÉ­DIO DA SIC

Com as au­di­ên­ci­as con­quis­ta­das da edi­ção em cur­so de ‘Pe­sa­de­lo na Co­zi­nha’, a TVI es­tá a fa­zer de tu­do pa­ra se­gu­rar o chef e im­pe­di-lo de acei­tar as con­di­ções de Da­ni­el Oli­vei­ra, pa­ra se mu­dar pa­ra a SIC. “Nun­ca fe­chei por­tas a ne­nhu­ma pro­pos­ta e co­nhe­ço bem o Da­ni­el Oli­vei­ra e res­pei­ta­mo-nos”, es­cla­re­ceu. Gra­to pe­las ce­dên­ci­as da TVI, o ju­gos­la­vo re­ve­la-se fi­el: Sin­to-me bem na ca­sa on­de es­tou atu­al­men­te, te­nho si­do mui­to bem tra­ta­do.”

PRO­DU­ÇÃO DIZ QUE O CHEF ES­TÁ MAIS “MEIGUINHO”

Na se­ma­na pas­sa­da to­dos os ca­nais ge­ne­ra­lis­tas au­men­ta­rem li­gei­ra­men­te o seu re­sul­ta­do em re­la­ção à se­ma­na an­te­ri­or e tu­do in­di­ca que te­rão con­se­gui­do ‘rou­bar’ es­pec­ta­do­res ao con­jun­to dos ca­nais de ca­bo, que te­ve uma li­gei­ra des­ci­da. As au­di­ên­ci­as da se­ma­na fo­ram do­mi­na­das pe­la trans­mis­são dos jo­gos Ben­fi­ca-Ze­nit, pa­ra a Li­ga dos Cam­peões (na TVI) e Por­to-Feye­no­ord pa­ra a Li­ga Eu­ro­pa (na SIC). O pri­mei­ro recolheu qua­se dois mi­lhões de es­pec­ta­do­res e o se­gun­do al­can­çou 1,6 mi­lhões. Fo­ra do fu­te­bol, o pro­gra­ma mais vis­to da SIC foi ‘Na­za­ré’, com mi­lhão e meio de es­pec­ta­do­res. Na TVI, ‘Pe­sa­de­lo na Co­zi­nha’, que fi­cou em 6.º lu­gar na lis­ta dos pro­gra­mas mais vis­tos de to­dos os ca­nais, com cer­ca de 1,2 mi­lhões de es­pec­ta­do­res. Na RTP o ven­ce­dor vol­tou a ser ‘O Pre­ço Cer­to’ com 980 mil es­pec­ta­do­res. A tí­tu­lo de cu­ri­o­si­da­de, a RTP1 é o ca­nal on­de exis­te mais re­gu­la­ri­da­de de au­di­ên­ci­as en­tre os pro­gra­mas mais vis­tos – se ‘O Pre­ço Cer­to’ te­ve 980 mil es­pec­ta­do­res, o se­gun­do epi­só­dio de ‘Con­ta-me Co­mo Foi’, te­ve 600 mil es­pec­ta­do­res e fi­cou na 33.ª po­si­ção na lis­ta dos pro­gra­mas mais vis­tos nos três ca­nais ge­ne­ra­lis­tas. Um pro­gra­ma his­tó­ri­co da RTP, que es­te ano te­ve a vi­si­ta do Pre­si­den­te da Re­pú­bli­ca, foi o ‘Na­tal dos Hos­pi­tais’, que fi­cou na 28.ª po­si­ção glo­bal, sex­ta po­si­ção do ca­nal e te­ve uma mé­dia de 700 mil es­pec­ta­do­res. Na se­ma­na pas­sa­da a RTP1 foi de no­vo o ca­nal mais vis­to no pe­río­do de aces­so a ho­rá­rio no­bre, en­tre as 18 e as 20. O ca­bo con­ti­nua a ser li­de­ra­do pe­la CMTV.

`PE­SA­DE­LO NA CO­ZI­NHA' FOI ACOM­PA­NHA­DO POR CER­CA DE 1,2 MI­LHÕES DE TE­LES­PEC­TA­DO­RES

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.