Dez mu­lhe­res à me­sa com o `Lo­bo'

INS­PI­RA­DO EM FAC­TOS RE­AIS, `AS PROVADORAS DE HI­TLER' RE­LA­TA CO­MO O LÍ­DER NA­ZI ENGANAVA A MOR­TE À CUS­TA DE JO­VENS

Correio da Manha - Sexta - - ÊXITO LEITURAS - POR SÓNIA DIAS

Prús­sia Oriental (atu­al Po­ló­nia), ou­to­no de 1943. Na Wolfs­s­chan­ze a To­ca do Lo­bo -, o quar­tel-general de Hi­tler es­con­di­do na flo­res­ta, dez mu­lhe­res são sen­ta­das a uma me­sa. À sua fren­te são co­lo­ca­dos pra­tos com fei­jão-ver­de tem­pe­ra­do com man­tei­ga, pi­men­tos as­sa­dos, ar­roz, er­vi­lhas e mas­sa fo­lha­da com mel. São or­de­na­das a co­mer. Mas em­bo­ra es­te­jam es­fo­me­a­das, sa­bem que ca­da gar­fa­da po­de ser a úl­ti­ma. Es­tas mu­lhe­res são as provadoras do Füh­rer e es­tão ali para se cer­ti­fi­ca­rem de que es­te não é en­ve­ne­na­do.

“A mi­nha mãe di­zia que com­ba­te­mos a mor­te quan­do co­me­mos”, re­cor­da Ro­sa Sau­er, pro­ta­go­nis­ta do ro­man­ce as­si­na­do por Ro­sel­la Pos­to­ri­no, ins­pi­ra­da na vi­da re­al de Margot Wölk. Aos 26 anos, sem pais e com o ma­ri­do a com­ba­ter na fren­te russa, Ro­sa foi re­cru­ta­da pe­las SS para pro­var as re­fei­ções de Hi­tler, mis­são que exe­cu­ta três vezes por dia. Pos­to­ri­no de­ci­diu es­cre­ver es­te li­vro de­pois de ler uma entrevista com Wölk, em 2014. Aos 96 anos, a úl­ti­ma pro­va­do­ra do lí­der na­zi con­ta­va pe­la pri­mei­ra vez a sua história. “Sem­pre me ques­ti­o­nei so­bre o que as pessoas são ca­pa­zes de fa­zer para so­bre­vi­ver e es­ta história tor­nou-se nu­ma ob­ses­são para mim”, ex­pli­ca a au­to­ra.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.