Às ve­zes o amor O fes­ti­val que se ou­ve no Dia dos Na­mo­ra­dos

HO­JE É DIA DE CE­LE­BRAR A PAI­XÃO E NA­DA ME­LHOR DO QUE FA­ZÊ-LO AO SOM DE BOA MÚ­SI­CA E SÓ TER­MI­NAR AMA­NHÃ. TRE­ZE CI­DA­DES RE­CE­BEM AU­REA, GNR, JOÃO PE­DRO PAIS, JORGE PAL­MA E MUI­TOS, MUI­TOS OU­TROS

Correio da Manha - Sexta - - Êxito Música -

Oa­mor é pa­ra sen­tir e pa­ra ou­vir. Es­sa é pe­lo me­nos a pro­pos­ta de mais uma edi­ção do fes­ti­val às Ve­zes o Amor, even­to que ho­je e ama­nhã to­ma con­ta do País, em ple­no fim de se­ma­na dos na­mo­ra­dos. O fes­ti­val, que já vai na sua sex­ta edi­ção, as­sen­ta ar­rai­ais em tre­ze ci­da­des por­tu­gue­sas com al­guns dos mais pres­ti­gi­a­dos e aca­ri­nha­dos no­mes da mú­si­ca na­ci­o­nal.

Co­me­çan­do por Lis­boa, há du­as pro­pos­tas de pe­so pa­ra o dia de ho­je. As bra­si­lei­ras Ana­Vi­tó­ria can­tam no Clu­be de Fa­do e os De­ad Com­bo to­cam no Ca­pi­tó­lio (o es­pe­tá­cu­lo es­tá in­cluí­do na di­gres­são de des­pe­di­da da ban­da). Os Amor Elec­tro so­bem ao pal­co do Al­ti­ce Fo­rum, em Bra­ga; Au­rea apre­sen­ta a sua soul se­du­to­ra em Vi­la do Con­de (Te­a­tro Mu­ni­ci­pal) e a Ban­da do

Fil­me Variações ani­ma o Te­a­tro Jo­sé Lú­cio da Sil­va, em Leiria. Ain­da no dia de ho­je, os GNR, de Rui Rei­ni­nho, des­fi­am can­ções in­tem­po­rais no Co­li­seu do Por­to; João Pe­dro Pais dá mú­si­ca em ple­no Con­ven­to de S. Fran­cis­co, em Coim­bra, e Ma­fal­da Vei­ga can­ta no te­a­tro Avei­ren­se, em Aveiro.

Mas há mais. O mú­si­co Tiago Bet­ten­court é o no­me agen­da­do pa­ra San­ta­rém (Te­a­tro Sá da Ban­dei­ra), ele que já an­da a apre­sen­tar te­mas do seu pró­xi­mo dis­co e Vi­vi­a­ne can­ta Pi­af em

Se­tú­bal (Fó­rum Luí­sa Todi).

Ama­nhã, 15, dia da res­sa­ca da pai­xão, a ofer­ta não fi­ca atrás, com Luí­sa So­bral no Por­to (Pa­la­ce­te Sil­va Mon­tei­ro), a Ban­da do Fil­me Variações em Leiria (Te­a­tro Jo­sé Lú­cio da Sil­va), Carolina Des­lan­des em Cas­te­lo Bran­co (Ci­ne-te­a­tro Ave­ni­da), GNR em Lis­boa (Co­li­seu), Jorge Pal­ma em Al­ber­ga­ria-a-Velha (Ci­ne­te­a­tro Al­ba), Marco Ro­dri­gues em La­goa (Au­di­tó­rio Car­los do Car­mo e The Black Mam­ba nas Caldas da Rai­nha (Cen­tro de Con­gres­sos).

OS GNR SO­BEM AOS COLISEUS DE POR­TO E LIS­BOA,

HO­JE E AMA­NHÃ, RES­PE­TI­VA­MEN­TE

Hélio Mo­rais, dos Lin­da Mar­ti­ni e Paus, pe­ça fun­da­men­tal na en­gre­na­gem de am­bos os pro­je­tos, es­tá a gra­var o seu pri­mei­ro dis­co a so­lo. O ba­te­ris­ta vai lar­gar as ba­que­tas e as­su­mir a voz e as te­clas. ‘Mu­rais’ es­tá ser pro­du­zi­do no Bra­sil, pe­la mão do gui­tar­ris­ta e pro­du­tor dos Bo­o­ga­rins, Ben­ke Ferraz, e se­rá edi­ta­do em abril. As no­vas can­ções co­me­ça­ram a ser tra­ba­lha­das há qua­se dez anos. “Des­de que um pi­a­no, usa­do na tour eu­ro­peia do Suf­jan Ste­vens, em 2010, foi pa­rar à sa­la de en­sai­os de Lin­da Mar­ti­ni, que te­nho an­da­do a di­ver­tir-me com es­ta ideia de fa­zer can­ções sim­ples, sem gran­des pre­ten­sões”, ex­pli­ca Hélio Mo­rais. “Abor­dei o ins­tru­men­to da mes­ma for­ma que fiz com a ba­te­ria, atra­vés da qual o pú­bli­co co­nhe­ce o meu tra­ba­lho: de um mo­do naï­ve/punk. O im­por­tan­te, pa­ra mim, era en­con­trar es­tru­tu­ras que me per­mi­tis­sem di­zer as coi­sas que que­ria can­tar”. E adi­an­ta: “Às ve­zes, é mais fá­cil partilhar in­ti­mi­da­de com es­tra­nhos. E es­tas can­ções sem­pre fo­ram mui­to íntimas pa­ra mim.”

1. Jorge Pal­ma apre­sen­ta-se ama­nhã em Al­ber­ga­ria-a-Velha 2. João Pe­dro Pais can­ta ho­je em Coim­bra 3. Au­rea vai es­tar es­ta noi­te em Vi­la do Con­de 4. Carolina Des­lan­des embala Cas­te­lo Bran­co

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.