Pla­no de con­tin­gên­cia pa­ra o me­lhor ami­go

Correio da Manha - Sexta - - Lazer Animais -

QU­EM TEM COM­PA­NHEI­ROS DE ES­TI­MA­ÇÃO DE­VE PEN­SAR NO QUE FA­ZER CA­SO TE­NHA DE SER HOSPITALIZ­ADO OU FI­CAR DE QUA­REN­TE­NA. SE NÃO TI­VER UM FA­MI­LI­AR OU AMI­GO QUE POS­SA PRES­TAR AS­SIS­TÊN­CIA AO ANI­MAL É PRE­CI­SO TER À MÃO O CON­TAC­TO

DE UMA EM­PRE­SA DE `PET SITTING' OU AS­SO­CI­A­ÇÃO

AOr­ga­ni­za­ção Mun­di­al de Saú­de Ani­mal, com se­de em Pa­ris, tem es­ta­do a acom­pa­nhar de per­to a evo­lu­ção do Co­vid-19 nos ani­mais de es­ti­ma­ção e fez al­gu­mas re­co­men­da­ções.

Es­ta en­ti­da­de res­sal­vou que, em­bo­ra o co­ro­na­ví­rus te­nha che­ga­do ao ho­mem a par­tir de um ani­mal, a via de trans­mis­são, até ago­ra, ve­ri­fi­ca-se en­tre hu­ma­nos.

Ain­da as­sim, es­tá uma “in­ves­ti­ga­ção em cur­so” pa­ra apu­rar o ca­so de um cão em Hong Kong que ale­ga­da­men­te con­traiu o ví­rus mas sem ter ti­do qual­quer sin­to­ma. O ani­mal vi­via num apar­ta­men­to com a do­na, que con­traiu a do­en­ça.

Além dis­so, a or­ga­ni­za­ção tam­bém fez re­co­men­da­ções: “Os ma­mí­fe­ros do­més­ti­cos re­si­den­tes em ca­sas on­de fo­ram con­fir­ma­dos ca­sos hu­ma­nos de Co­vid-19 de­vem ser co­lo­ca­dos em qua­ren­te­na e ob­ser­va­ção ve­te­ri­ná­ria du­ran­te 14 di­as”, es­cla­re­ceu a or­ga­ni­za­ção.

O ob­je­ti­vo se­rá re­du­zir a pos­si­bi­li­da­de de­les pró­pri­os fa­ze­rem par­te da re­de de con­tá­gio, pois não es­tá des­car­ta­da a hi­pó­te­se de um ani­mal que se­ja aca­ri­ci­a­do por um do­en­te po­der trans­fe­rir pa­ra o seu pe­lo o ví­rus que po­de­rá, even­tu­al­men­te, con­ta­gi­ar ou­tra pes­soa que lhe fa­ça fes­tas em se­gui­da.

Por is­so, a hi­gi­e­ni­za­ção dos ani­mais de es­ti­ma­ção tam­bém as­su­me mai­or im­por­tân­cia nes­ta fa­se.

Qu­em tem ani­mais de­ve tam­bém pla­ne­ar o que fa­zer em ca­so de ter de fi­car hospitaliz­ado ou de qua­ren­te­na.

A or­ga­ni­za­ção aler­ta pa­ra a ne­ces­si­da­de de ter al­guém que pos­sa as­se­gu­rar os cui­da­dos bá­si­cos ao ani­mal, se­ja den­tro da pró­pria re­de de fa­mi­li­a­res e ami­gos ou atra­vés de um ser­vi­ço de ‘pet sitting’ ou abri­go de ani­mais.

CÃES E GATOS

PO­DEM PRE­CI­SAR DE RE­DE DE APOIO

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.