Tra­ta­men­to:

Women's Health (Portugal) - - BELEZA ROSTO FIRME -

EFEI­TO LIFTING

À me­di­da que a ida­de vai avan­çan­do, os pri­mei­ros si­nais de fal­ta de elas­ti­ci­da­de vão apa­re­cen­do – e não há mu­lher que gos­te de­les! A cul­pa é da per­da na­tu­ral de co­la­gé­nio e elas­ti­na, dois com­po­nen­tes que atu­am co­mo pi­la­res da fir­me­za cu­tâ­nea e que es­tão à mer­cê da ge­né­ti­ca, mas tam­bém da “ex­po­si­ção so­lar, do ta­ba­gis­mo, das flu­tu­a­ções de pe­so, da ali­men­ta­ção de­se­qui­li­bra­da e do exer­cí­cio fí­si­co vi­go­ro­so (so­bre­tu­do exer­cí­ci­os cardiovasculares de al­to im­pac­to)”, re­ve­la-nos a es­pe­ci­a­lis­ta. Com a fla­ci­dez já ins­ta­la­da ou a dar ain­da os pri­mei­ros si­nais, é pos­sí­vel re­ver­ter a si­tu­a­ção com a aju­da de pre­en­chi­men­tos com áci­do hi­a­lu­ró­ni­co e ma­te­ri­ais bi­o­es­ti­mu­lan­tes, to­xi­na bo­tu­lí­ni­ca (ou botox), fi­os sub­cu­tâ­ne­os, la­ser de CO2 fra­ci­o­na­do”. Em ca­sa, a ta­re­fa com­pli­ca-se. Se­gun­do Helena To­da Bri­to, “in­fe­liz­men­te não exis­tem cre­mes que re­sol­vam a fla­ci­dez e ru­gas ins­ta­la­das”. Po­rém, é pos­sí­vel atu­ar ao ní­vel da pre­ven­ção. Pa­ra tal, bas­ta “uti­li­zar pro­te­tor so­lar com fa­tor de pro­te­ção so­lar (FPS) ele­va­do du­ran­te o dia e pro­du­tos con­ten­do re­ti­nói­des (es­ti­mu­lam a pro­du­ção de co­la­gé­nio) à noi­te”.

NUTRA A PE­LE PA­RA GA­NHAR FIR­ME­ZA

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.