“Sou mais fe­liz, sin­to-me mais con­fi­an­te. Sou mais for­te ago­ra!”

San­dra Sil­va, 39 anos, mé­di­ca, sem­pre lu­tou con­tra o pe­so. Em 2015, per­ce­beu que que­ria mu­dar. As­sim fez – e, no pró­xi­mo ano, vai ca­sar com o ves­ti­do com que sem­pre so­nhou!

Women's Health (Portugal) - - TREINO TRANSFORMAÇÃO - POR VA­NES­SA VI­EI­RA DI­AS

AN­TES

Des­de que me lem­bro, o meu pe­so nun­ca foi nor­mal e te­nho sem­pre pre­sen­te a mi­nha tris­te­za por es­tar mui­to aci­ma do pe­so ide­al. An­tes de en­gra­vi­dar e de­pois da gra­vi­dez, atin­gi ‘má­xi­mos his­tó­ri­cos’, mas fui ig­no­ran­do es­te fac­to até ao ano de 2015. Cer­to dia, en­trei no quar­to do meu fi­lho, e olhei com ‘olhos de ver’ pa­ra a fo­to do ba­ti­za­do que lá es­ta­va! Es­ta­va ma­qui­lha­da, bem pen­te­a­da e com um ves­ti­do ver­de-água que com­prei com ca­ri­nho pa­ra a oca­sião… mas aque­la não era definitivamente quem eu que­ria ser! Co­me­çou aí a mi­nha jor­na­da!

CO­MO

Ti­ve de en­ten­der quais os meus er­ros e cor­ri­gi-los. Um dos meus prin­ci­pais pro­ble­mas era le­van­tar-me, mui­tas ve­zes, à noi­te pa­ra co­mer. Es­sa cor­re­ção te­ve um gran­de im­pac­to no pe­so – per­di 20 kg. De­pois, ins­tau­rei uma di­e­ta ori­en­ta­da por nu­tri­ci­o­nis­tas – nes­te úl­ti­mo ano, com a ajuda da nu­tri­ci­o­nis­ta Tâ­nia Albuquerque. Pas­sei a fa­zer vá­ri­as re­fei­ções ao lon­go do dia, adap­ta­das à mi­nha azá­fa­ma diá­ria (sou mé­di­ca e fa­ço qua­se sem­pre tur­nos de 24 ho­ras). A ali­men­ta­ção sau­dá­vel, es­tan­do de ban­co não pa­re­ce fá­cil, mas é. Com a ajuda da mi­nha fa­mí­lia, que sem­pre me apoi­ou, e com for­ça de von­ta­de, tu­do é pos­sí­vel. Le­vo sem­pre as mi­nhas ‘500 mar­mi­tas’!

AGO­RA

Ha­bi­tu­al­men­te trei­no du­as a três ve­zes por se­ma­na. Fa­ço trei­no ori­en­ta­do e vá­ri­as au­las co­mo TRX, Fit Bo­xe, Body Pump e HIIT – o meu PT, Mi­guel Guer­rei­ro, é in­can­sá­vel e nun­ca dei­xa uma men­sa­gem por res­pon­der, es­tá sem­pre lá! Cos­tu­mo trei­nar de­pois de 24 ho­ras de ur­gên­cia – dei­xo lá as ener­gi­as me­nos bo­as e vou pa­ra ca­sa bem mais le­ve! Sin­to-me bem, MUI­TO BEM! Sou mais fe­liz e sin­to-me mais se­gu­ra e con­fi­an­te e mui­to mais for­te, ago­ra! Mas ain­da não fi­co por aqui, vou ca­sar pa­ra o pró­xi­mo ano e que­ro ser uma noi­va bo­ni­ta, co­mo sem­pre so­nhei!

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.