VER DA DE ANU

O cor­po fe­mi­ni­no é das mais be­las e com­ple­xas obras de ar­te, com uma sin­gu­la­ri­da­de tal, que faz de ca­da nu uma ode à be­le­za. Mas as mu­lhe­res nem sem­pre ve­em a nu­dez - nem o pró­prio cor­po - as­sim.

Women's Health (Portugal) - - ESPECIAL CORPO - POR DA­NI­E­LA COS­TA TEI­XEI­RA

DE MU­LHER PA­RA MU­LHER

Va­mos con­ver­sar so­bre nu­dez? A per­gun­ta foi fei­ta há umas se­ma­nas e fo­ram mais de 600 as mu­lhe­res por­tu­gue­sas que se con­fes­sa­ram no inqué­ri­to le­va­do a ca­bo pe­la Wo­men’s He­alth Por­tu­gal – e que fez par­te da ação mun­di­al da re­vis­ta. So­mos crí­ti­cas e al­truís­tas o su­fi­ci­en­te pa­ra co­lo­car o nos­so cor­po em se­gun­do pla­no – ou até em ne­nhum pla­no –, mas é es­sa nos­sa má­qui­na mais do que bela o te­ma da con­ver­sa ho­nes­ta que va­mos ter aqui e ago­ra. Sem ro­dei­os, sem fal­sas es­pe­ran­ças, sem crí­ti­cas, sem idei­ais de be­le­za ir­re­ais. Não se aca­nhe, aqui nin­guém nos ou­ve. Va­mos ter uma con­ver­sa de mu­lher pa­ra mu­lher.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.