A PAR­CE­RIA DO SA­QUE

Folha 8 - - DESTAQUE -

Des­de a sua cri­a­ção, em 2012, mui­tos an­go­la­nos se têm in­ter­ro­ga­do so­bre a ges­tão re­al dos cin­co bi­liões de dó­la­res do FSDEA. Os Pa­péis do Pa­na­má aju­dam a des­ven­dar par­te do mis­té­rio. Em 2014, dois anos após a sua cri­a­ção, o Fun­do So­be­ra­no re­a­li­zou in­ves­ti­men­tos na or­dem de um bi­lião de dó­la­res. Pa­ra o efei­to, Jo­sé Fi­lo­me­no dos San­tos gas­tou 12.1 por cen­to des­se va­lor em ho­no­rá­ri­os de con­sul­to­ria pa­ra as em­pre­sas en­ca­be­ça­das pe­lo seu par­cei­ro de ne­gó­ci­os, o obs­cu­ro Je­an-clau­de Bas­tos de Mo­rais. De acor­do com do­cu­men­tos re­ve­la­dos pe­los Pa­péis do Pa­na­má, em 2014, o Fun­do So­be­ra­no pa­gou um to­tal de 121 mi­lhões de dó­la­res à Qu­an­tum Glo­bal, atra­vés de vá­ri­as sub­si­diá­ri­as des­sa em­pre­sa se­di­a­da na Suí­ça. Os três va­lo­res mais al­tos, co­mo de­pó­si­tos di­rec­tos, fo­ram pa­ra a Qu­an­tum Glo­bal In­vest­ments Afri­ca, com 28.7 mi­lhões de dó­la­res; pa­ra a Qu­an­tum Glo­bal In­vest­ments Li­mi­ted, com 26.3 mi­lhões de dó­la­res; e pa­ra a Qu­an­tum Glo­bal ln­vest­ments Ma­na­ge­ment, com 19.4 mi­lhões de dó­la­res. Ou­tras en­ti­da­des de fa­cha­da as­so­ci­a­das à Qu­an­tum Glo­bal, que par­ti­lham os mes­mos di­rec­to­res e o mes­mo en­de­re­ço da em­pre­sa-mãe, con­for­me da­dos par­ti­lha­dos pe­la in­ves­ti­ga­do­ra sul-afri­ca­na Kha­di­ja Sha­ri­fe, tam­bém be­ne­fi­ci­a­ram de avul­ta­das so­mas. A To­me In­ter­na­ti­o­nal, com se­de na Gra­fe­nauweg 6, Zug, o mes­mo en­de­re­ço da Qu­an­tum Glo­bal, co­brou 19.9 mi­lhões de dó­la­res em ho­no­rá­ri­os de con­sul­to­ria ao Fun­do So­be­ra­no. Por sua vez, a Stam­pa Qu­an- tum Glo­bal, cu­jo di­rec­tor é o pre­si­den­te do Qu­an­tum Glo­bal, Ernst Wel­te­ke, re­ce­beu 17 mi­lhões de dó­la­res do Fun­do So­be­ra­no na sua con­ta. A Uni­qua Con­sul­ting Gmbh, cu­jos só­ci­os an­te­ri­o­res in­clu­em a QG, re­gis­tou pa­ga­men­tos no va­lor de 5.8 mi­lhões de dó­la­res. Kha­di­ja Sha­ri­fe com­pa­ra, co­mo exem­plo, os cus­tos de con­sul­to­ria do FSDEA com o de ou­tros fun­dos so­be­ra­nos em 2014. A Aus­trá­lia, cu­jo Fun­do So­be­ra­no es­tá ava­li­a­do em 117 bi­liões de dó­la­res, te­ve 15 con­tra­tos de con­sul­to­ria pa­ra os quais pa­gou um to­tal de cer­ca de um mi­lhão e 500 mil dó­la­res. A No­ru­e­ga, com um fun­do ava­li­a­do em 999 bi­liões de dó­la­res, gas­tou um to­tal de 20 mi­lhões de dó­la­res em con­tra­tos de as­ses­so­ria ju­rí­di­ca, con­sul­to­ria e pes­qui­sa. Em An­go­la, a san­gria vai ao pon­to de, em 2014, Jo­sé Fi­lo­me­no dos San­tos ter pa­go à Qu­an­tum Glo­bal mais 11.6 mi­lhões de dó­la­res, pe­los ser­vi­ços pres­ta­dos en­quan­to “es­pe­ci­a­lis­ta eco­nó­mi­co do Fun­do pa­ra en­ten­der os pro­ces­sos fun­da­men­tais que afec­tam a eco­no­mia na­ci­o­nal”. Tu­fas! Sem quais­quer frei­os, o Fun­do So­be­ra­no con­ce­deu 16.8 mi­lhões de dó­la­res à em­pre­sa Ben­gue­la De­ve­lop­ment S.A., cri­a­da a 26 de Ou­tu­bro de 2007 por Jo­sé Fi­lo­me­no dos San­tos, Je­an-clau­de Bas­tos de Mo­rais e Mir­co Mar­tins, o en­te­a­do de Ma­nu­el Vi­cen­te. A jus­ti­fi­ca­ção foi a cri­a­ção de uma aca­de­mia de ho­te­la­ria em Ben­gue­la. Co­mo se não bas­tas­se, o FSDEA deu mais 12.3 mi­lhões à Afri­can In­no­va­ti­on Foun­da­ti­on, de Je­an-clau­de Bas­tos de Mo­rais, ins­ti­tui­ção em que Jo­sé Fi­lo­me­no dos San­tos fa­zia par­te do cor­po di­rec­ti­vo. O Fun­do So­be­ra­no trans­fe­riu ou­tros tan­tos mi­lhões pa­ra a Qu­an­tum Glo­bal, que tra­tou de ex­pli­car co­mo no­tas de ro­da­pé. Ten­do em con­ta o ex­pos­to, é im­pos­sí­vel não co­lo­car a se­guin­te per­gun­ta: por­que é que o pre­si­den­te não exa­ra um úl­ti­mo de­cre­to pre­si­den­ci­al a de­cla­rar o Fun­do So­be­ra­no co­mo con­ta ban­cá­ria par­ti­cu­lar e so­li­dá­ria do seu fi­lho Jo­sé Fi­lo­me­no dos San­tos e de Je­an-clau­de Bas­tos de Mo­rais, a du­pla de la­drões? Roubar as­sim é feio, mui­to feio, e al­ta­men­te cri­mi­no­so. Exi­ge-se jus­ti­ça, e a re­po­si­ção do sa­que nos co­fres do Es­ta­do. (*) Ma­ka An­go­la

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.