CRI­SE NÃO JUSTIFICA DESPEDIMENTOS

Folha 8 - - SOCIEDADE -

O rei­tor da Uni­ver­si­da­de Ca­tó­li­ca de An­go­la (UCAN) considera que a cri­se eco­nó­mi­ca e fi­nan­cei­ra que An­go­la vi­ve não de­ve ser pre­tex­to para despedimentos de fun­ci­o­ná­ri­os nas em­pre­sas, co­mo se tem re­gis­ta­do nos úl­ti­mos anos. A po­si­ção do pa­dre Jo­sé Vi­cen­te Ca­cu­chi foi apre­sen­ta­da qu­an­do dis­cur­sa­va em Lu­an­da, du­ran­te a aber­tu­ra da con­fe­rên­cia de lan­ça­men­to do li­vro so­bre “Es­tu­dos so­bre a Di­ver­si­fi­ca­ção da Eco­no­mia An­go­la­na”, con­si­de­ran­do que o bi­nó­mio “cri­se e cri­a­ti­vi­da­de” de­vem an­dar jun­ta­men­te. “Nes­te ca­so en­ten­do eu que de­ve­mos, em qual­quer mo­men­to de cri­se mar­ca­da pe­la que­da das re­cei­tas e au­men­to de cus­tos, en­con­trar saí­das que não de­vem pas­sar pe­la re­du­ção de fun­ci­o­ná­ri­os nas nos­sas em­pre­sas. A cri­se en­quan­to fac­tor re­ve­la­dor da in­sus­ten­ta­bi­li­da­de de um de­ter­mi­na­do pa­ra­dig­ma até en­tão ope­ra­ci­o­nal é sem­pre uma su­ges­tão para re­po­si­ci­o­na­men­to”, dis­se. An­go­la vi­ve uma pro­fun­da cri­se eco­nó­mi­ca, fi­nan­cei­ra e cam­bi­al re­sul­tan­te da que­da das re­cei­tas pe­tro­lí­fe­ras no mer­ca­do internacional, o mo­tor da eco­no­mia an­go­la­na, com re­fle­xos na vi­da só­cio-eco­nó­mi­ca do país. De acor­do com o rei­tor da UCAN, no con­tex­to de cri­se que An­go­la vi­ve é pre- ci­so en­con­trar-se idei­as mais jus­tas, que não de­vem pas­sar por “cri­si­fi­car” a vi­da do país. “Uma oca­sião fa­vo­rá­vel para agir fo­ra dos pa­ra­dig­mas tra­di­ci­o­nal­men­te con­sa­gra­dos, fu­gin­do as­sim a uma pos­sí­vel inér­cia, que nos hip­no­ti­za e que in­va­de as men­tes não cri­a­ti­vas. E is­so de­sen­ca­deia-se e caí­mos nu­ma frus­tra­ção e de­ses­pe­ro que cha­ma­mos cri­se, daí que é pre­ci­so não ‘cri­si­fi­car’ a nos­sa vi­da”, dis­se. A obra, de au­to­ria do Cen­tro de Es­tu­dos de In­ves­ti­ga­ção Ci­en­tí­fi­ca da Uni­ver­si­da­de Ca­tó­li­ca de An­go­la, des­cre­ve os efei­tos da cri­se em An­go­la nos úl­ti­mos dois anos, abor­dan­do as cau­sas, con­sequên­ci­as e pro­pon­do igual­men­te so­lu­ções.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.