RIS­COS QUE (AIN­DA) AME­A­ÇAM A IN­TE­GRI­DA­DE E LI­SU­RA DOS RE­SUL­TA­DOS ELEI­TO­RAIS

Folha 8 - - DESTAQUE -

“A Lei que go­ver­na a or­ga­ni­za­ção das elei­ções ge­rais mar­ca­das pa­ra 23 de Agos­to, Lei N.º 36/11, foi apro­va­da por con­sen­so, não por mai­o­ria, em De­zem­bro de 2011. Es­ta lei im­põe me­ca­nis­mos e pro­ce­di­men­tos ade­qua­dos de con­tro­lo, que, uma vez, im­ple­men­ta­dos, per­mi­tem a re­a­li­za­ção de uma elei­ção de­mo­crá­ti­ca. Ao lon­go do pro­ces­so de or­ga­ni­za­ção das elei­ções de 2017, po­rém, a Co­mis­são Na­ci­o­nal Elei­to­ral tem cri­a­da inú­me­ras di­fi­cul­da­des, ela­bo­rar re­gu­la­men­tos quer vi­o­lan­do a pró­pria Lei 36/11, quer evi­tan­do ou blo­que­an­do a sua efec­ti­va apli­ca­ção. A UNITA tem fis­ca­li­za­do com por­me­nor to­do o pro­ces­so elei­to­ral e tem en­vi­a­do com an­te­ci­pa­ção à CNE o le­van­ta­men­to de in­cum­pri­men­tos e das vi­o­la­ções. Com es­ta pos­tu­ra te­mos pre­ten­di­do in­cen­ti­var a CNE a as­su­mir a arbitragem e con­du­ção des­te pro­ces­so na ab­so­lu­ta isen­ção e na ne­ces­sá­ria cre­di­bi­li­da­de. Ne­nhum ou­tro par­ti­do pro­du­ziu tan­ta aju­da e fis­ca­li­za­ção ao fun­ci­o­na­men­to da CNE e do MAT! Im­por­ta sa­ber que dez dos 17 co­mis­sá­ri­os da CNE fo­ram in­di­ca­dos pe­lo MPLA e to­dos eles re­ce­bem re­gu­la­res ins­tru­ções da Ca­sa Mi­li­tar da Pre­si­dên­cia e do par­ti­do do MPLA. Di­ri­gem to­das as co­mis­sões es­pe­ci­a­li­za­das de tra­ba­lho, ela­bo­ram to­dos os do­cu­men­tos de ba­se à to­ma­da de de­ci­sões e eli­mi­na­ram os ele­men­tos de con­tro­lo do fun­ci­o­na­men­to de­mo­crá­ti­co do ór­gão de de­ci­são! Es­te Me­mo­ran­do vi­sa do­cu­men­tar os ris­cos que ain­da ame­a­çam a in­te­gri­da­de e li­su­ra dos re­sul­ta­dos elei­to­rais fa­ce às úl­ti­mas evi­dên­ci­as de vi­o­la­ção à Lei e de fal­ta de isen­ção da CNE na con­du­ção do pro­ces­so elei­to­ral nas úl­ti­mas se­ma­nas.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.