O PRE­ÇO DO PE­TRÓ­LEO

Folha 8 - - ECONOMIA -

pe­lou­ros e, as­sim, de uma mai­or ca­pa­ci­da­de de ac­tu­a­ção.” As­sim, se­rão in­te­gra­dos no Con­se­lho de Ad­mi­nis­tra­ção os ele­men­tos e as áre­as abai­xo re­fe­ri­dos. Ivan Sá de Al­mei­da, que irá exer­cer fun­ções nas áre­as re­la­ti­vas à pro­du­ção e ex­plo­ra­ção, apor­tan­do os co­nhe­ci­men­tos ad­qui­ri­dos com a sua for­ma­ção aca­dé­mi­ca fei­ta nos Es­ta­dos Uni­dos da Amé­ri­ca e uma ex­pe­ri­ên­cia de 18 anos ini­ci­a­da na Sonangol e pros­se­gui­da, até es­ta da­ta, nu­ma em­pre­sa pe­tro­lí­fe­ra lí­der nor­te-ame­ri­ca­na com ope­ra­ções em An­go­la. Su­sa­na Al­mei­da Bran­dão, que as­su­mi­rá fun­ções de co­or­de­na­ção da área ju­rí­di­ca com vis­ta a tra­zer com­pe­tên­ci­as re­sul­tan­tes da sua ex­pe­ri­ên­cia in­ter­na­ci­o­nal. Emí­dio Pi­nhei­ro, que as­su­mi­rá fun­ções nas áre­as que não são o ne­gó­cio prin­ci­pal da Sonangol, no­me­a­da­men­te a ges­tão da Sonangol Hol­dings e In­dús­tria, con­tri­buin­do com 30 anos de ex­pe­ri­ên­cia ga­nha no sec­tor da ban­ca e dos se­gu­ros. “Os res­tan­tes Ad­mi­nis­tra­do­res que se man­tém em fun­ções, ve­rão os seus pe­lou­ros man­ti­dos ou re­a­jus­ta­dos em obe­di­ên­cia aos prin­cí­pi­os de efi­ci­ên­cia e ra­ci­o­na­li­da­de que nor­tei­am es­ta al­te­ra­ção ao Con­se­lho de Ad­mi­nis­tra­ção”, diz o co­mu­ni­ca­do. “Es­ta se­rá – se­gun­do o co­mu­ni­ca­do - uma equi­pa re­for­ça­da em prol de uma Sonangol mais for­te e di­nâ­mi­ca”. Emí­dio Pi­nhei­ro foi ex-pre­si­den­te da co­mis­são exe­cu­ti­va do Ban­co de Fo­men­to de An­go­la e ex-ad­mi­nis­tra­dor da Cai­xa Ge­ral de De­pó­si­tos (CGD), ten­do até No­vem­bro pas­sa­do in­te­gra­do o Con­se­lho de Ad­mi­nis­tra­ção da CGD li­de­ra­do por António Do­min­gos. An­tes de sair pa­ra a CGD li­de­rou du­ran­te 11 anos o Ban­co Fo­men­to An­go­la, ain­da du­ran­te a po­si­ção mai­o­ri­tá­ria do por­tu­guês BPI no ca­pi­tal so­ci­al da ins­ti­tui­ção, que já es­te ano ven­deu 2% à ope­ra­do­ra an­go­la­na UNITEL, li­ga­da a Isabel dos San­tos. A re­cei­ta fis­cal an­go­la­na com a ex­por­ta­ção pe­tro­lí­fe­ra su­biu em Agos­to pa­ra 728 mi­lhões de eu­ros, mas com o pre­ço mé­dio do bar­ril de cru­de abai­xo dos 46 dó­la­res or­ça­men­ta­dos pe­lo Go­ver­no, pe­lo ter­cei­ro mês con­se­cu­ti­vo. Glo­bal­men­te, de acor­do com da­dos dos úl­ti­mos re­la­tó­ri­os men­sais do Mi­nis­té­rio das Fi­nan­ças, so­bre as re­cei­tas com a ven­da de pe­tró­leo, tra­ta-se do se­gun­do va­lor men­sal mais al­to do ano. Se­gun­do o mes­mo re­la­tó­rio, An­go­la ex­por­tou 49.979.412 bar­ris de cru­de em Agos­to, a um pre­ço mé­dio de 40,388 dó­la­res, nes­te ca­so va­lor mé­dio men­sal mais bai­xo do ano (con­tra os 45,1 dó­la­res em Ju­lho). O pre­ço mé­dio do bar­ril ex­por­ta­do por An­go­la va­lo­ri­zou a par­tir do fi­nal de 2016 e che­gou a má­xi­mos de 2017 em Fe­ve­rei­ro, nos 52,8 dó­la­res, ten­do fi­ca­do em Ju­nho (44,5 dó­la­res), pe­la pri­mei­ra vez, abai­xo do va­lor or­ça­men­ta­do pe­lo Go­ver­no no Or­ça­men­to Ge­ral do Es­ta­do pa­ra es­te ano (ne­ces­sá­rio pa­ra es­ti­mar o po­ten­ci­al de re­cei­ta e de des­pe­sa pú­bli­ca). As ven­das to­tais de pe­tró­leo por An­go­la des­ce­ram pa­ra 2.018 mi­lhões de dó­la­res (1.716 mi­lhões de eu­ros) em to­do o mês de Agos­to, fa­ce a Ju­lho, en­quan­to as re­cei­tas fis­cais, re­la­ti­vas a 13 con­ces­sões de pro­du­ção pe­tro­lí­fe­ra, au­men­ta­ram pa­ra 142 mil mi­lhões de kwan­zas (728 mi­lhões de eu­ros), um in­cre­men­to de cer­ca de 125 mi­lhões de eu­ros fa­ce a Ju­lho. Des­de o iní­cio des­te ano, An­go­la já ex­por­tou 394.937.908 bar­ris de cru­de, que se tra­du­zi­ram em ven­das glo­bais su­pe­ri­o­res a 15,7 mil mi­lhões de eu­ros e re­cei­tas fis­cais de 1,052 bi­liões de kwan­zas (5,4 mil mi­lhões de eu­ros). An­go­la ex­por­ta­va ca­da bar­ril, em 2014, a mais de 100 dó­la­res, mas o va­lor che­gou a mí­ni­mos de vá­ri­os anos em Mar­ço de 2016, quan­do se ci­frou em 30,4 dó­la­res por bar­ril. Na ori­gem des­tes da­dos es­tão nú­me­ros so­bre a re­cei­ta ar­re­ca­da­da com o Im­pos­to so­bre o Ren­di­men­to do Pe­tró­leo (IRP), Im­pos­to so­bre a Pro­du­ção de Pe­tró­leo (IPP), Im­pos­to so­bre a Tran­sac­ção de Pe­tró­leo (ITP) e re­cei­tas da con­ces­si­o­ná­ria na­ci­o­nal. Os da­dos cons­tan­tes nes­tes re­la­tó­ri­os do Mi­nis­té­rio das Fi­nan­ças re­sul­tam das de­cla­ra­ções fis­cais sub­me­ti­das à Di­rec­ção Na­ci­o­nal de Im­pos­tos pe­las com­pa­nhi­as pe­tro­lí­fe­ras, in­cluin­do a con­ces­si­o­ná­ria na­ci­o­nal an­go­la­na, a em­pre­sa pú­bli­ca Sonangol. An­go­la foi em 2016 o mai­or pro­du­tor de pe­tró­leo em Áfri­ca, à fren­te da Ni­gé­ria, mas vi­ve des­de o fi­nal de 2014 uma for­te cri­se fi­nan­cei­ra, eco­nó­mi­ca e cam­bi­al de­cor­ren­te pre­ci­sa­men­te da que­bra nas re­cei­tas da ex­por­ta­ção pe­tro­lí­fe­ra. A So­ci­e­da­de Na­ci­o­nal de Com­bus­tí­veis de An­go­la (Sonangol), con­ces­si­o­ná­ria es­ta­tal do sec­tor pe­tro­lí­fe­ro, anun­ci­ou an­te­ri­or­men­te que o “va­lor má­xi­mo” da pro­du­ção diá- ria do país pa­ra 2017 fi­cou es­ta­be­le­ci­do, a par­tir de 1 de Ja­nei­ro, em 1.673.000 bar­ris de pe­tró­leo bru­to. A me­di­da, acres­cen­tou a em­pre­sa li­de­ra­da por Isabel dos San­tos, re­sul­tou do acor­do en­tre mem­bros da Or­ga­ni­za­ção dos Paí­ses Ex­por­ta­do­res de Pe­tró­leo (OPEP), de 30 de No­vem­bro de 2016, pa­ra “re­du­zir a pro­du­ção de pe­tró­leo bru­to de 33,7 mi­lhões pa­ra 32,5 mi­lhões de bar­ris por dia”, com o in­tui­to de “au­men­tar o pre­ço do bar­ril de pe­tró­leo bru­to no mer­ca­do in­ter­na­ci­o­nal”. “O cor­te de pro­du­ção diá­ria pa­ra An­go­la é de 78.000 bar­ris em re­la­ção ao va­lor de re­fe­rên­cia con­si­de­ra­do pe­la OPEP de 1.751.000 bar­ris dia. Por con­se­guin­te, a Sonangol ins­truiu for­mal­men­te os di­fe­ren­tes ope­ra­do­res em An­go­la so­bre os li­mi­tes de pro­du­ção men­sais por con­ces­são, ba­se­a­do no po­ten­ci­al de pro­du­ção ac­tu­al de ca­da uma de­las e a pro­gra­ma­ção de in­ter­ven­ções nas mes­mas”, anun­ci­ou an­te­ri­or­men­te a em­pre­sa.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.