BENEFICIAR OS INFRACTORES? SIM, MAS TÊM DE SER DO MPLA

Folha 8 - - DESTAQUE -

As ins­ti­tui­ções de Ensino Superior e os cur­sos que fun­ci­o­nam à mar­gem da lei se­rão en­cer­ra­das em 2019, anun­ci­ou no dia 20 , em Lu­an­da, a mi­nis­tra do Ensino Superior, Ci­ên­cia, Tec­no­lo­gia e Ino­va­ção, Ma­ria do Ro­sá­rio Bra­gan­ça Sam­bo. Va­le­rá a pe­na di­zer que, num Es­ta­do de Di­rei­to, não de­ve­ri­am exis­tir ins­ti­tui­ções de Ensino Superior e os cur­sos ile­gais? A mi­nis­tra, que fa­la­va à im­pren­sa, à mar­gem de um en­con­tro com res­pon­sá­veis das ins­ti­tui­ções de Ensino Superior (pre­su­mi­mos que le­gais), afir­mou que a in­ten­ção é pôr fim a prá­ti­cas que co­lo­cam em cau­sa o pro­ces­so de for­ma­ção dos an­go­la­nos, por se tra­tar de cur­sos ou de ins­ti­tui­ções não le­ga­li­za­dos. Va­le­rá a pe­na per­gun­tar se “não le­ga­li­za­dos” sig­ni­fi­ca ile­gais? Ma­ria do Ro­sá­rio Bra­gan­ça Sam­bo adi­an­tou que to­das as ins­ti­tui­ções que fun­ci­o­nam de for­ma ile­gal ou que têm cur­sos ile­gais de­ve­rão re­gu­la­ri­zar a si­tu­a­ção até ao fi­nal do ano, se es­ti­ve­rem em con­di­ções de cum­prir com os pres­su­pos­tos que es­tão na lei, pa­ra não se­rem en­cer­ra­das em 2019. “Exis­tem ins­ti­tui­ções que fun­ci­o­nam com­ple- ta­men­te à mar­gem da lei, de tal mo­do que po­de­rão ser en­cer­ra­das a qual­quer mo­men­to”, re­for­çou a mi­nis­tra. Ma­ria do Ro­sá­rio Bra­gan­ça Sam­bo afir­mou que uma das li­nhas pri­o­ri­tá­ri­as de ac­tu­a­ção é o tra­ba­lho com as ins­ti­tui­ções de ensino ou com as en­ti­da­des pro­mo­to­ras das ins­ti­tui­ções, no sen­ti­do de se tu­do fa­zer pa­ra que aque­las que não es­te­jam le­gais e ou que es­tan­do le­gais não têm cur­sos de­vi­da­men­te le­ga­li­za­dos, com o apoio do mi­nis­té­rio, con­si­gam cum­prir com o que es­tá na lei de for­ma que o mi­nis­té­rio le­ga­li­ze os cur­sos. A po­lí­ti­ca do Mi­nis­té­rio do Ensino Superior, Ci­ên­cia, Tec­no­lo­gia e Ino­va­ção não pas­sa por en­cer­rar sim­ples­men­te as ins­ti­tui­ções ile­gais, por­que as­sim os mai­o­res pe­na­li­za­dos se­rão os es­tu­dan­tes e as fa­mí­li­as que, com sa­cri­fí­cio, têm apoi­a­do a for­ma­ção dos seus pa­ren­tes. O Pla­no Na­ci­o­nal de De­sen­vol­vi­men­to 2013-2017 es­ta­be­le­cia co­mo ob­jec­ti­vo es­ti­mu­lar e de­sen­vol­ver um Ensino Superior de qua­li­da­de, ten­do si­do de­li­ne­a­das vá­ri­as me­di­das de po­lí­ti­cas em cin­co di­fe­ren­tes pro­gra­mas, no­me­a­da­men­te, Ca­pa­ci­ta­ção ins­ti­tu­ci­o­nal, Me­lho­ria da qua­li­da­de do Ensino Superior, Re­a­bi­li­ta­ção e do­ta­ção de in­fra-es­tru­tu­ras do Ensino Superior, Atri­bui­ção de bol­sas de es­tu­do in­ter­nas e ex­ter­nas e Me­lho­ria dos re­cur­sos hu­ma­nos, ma­te­ri­ais e fi­nan­cei­ros do Sub­sis­te­ma de Ensino Superior.

MI­NIS­TRA DO ENSINO SUPERIOR, CI­ÊN­CIA, TEC­NO­LO­GIA E INO­VA­ÇÃO, MA­RIA DO RO­SÁ­RIO BRA­GAN­ÇA SAM­BO

ALUNOS UNIVERSITÁRIOS

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.