TC PRE­TEN­DE TRANS­FOR­MAR A CASA-CE NA MÍ­NI­MA FI­GU­RA PO­LÍ­TI­CA

Folha 8 - - CRONICA - ÂN­GE­LO KAPWATCHA

OT­ri­bu­nal Constitucional pre­ten­de trans­for­mar a CASA- CE na mí­ni­ma fi­gu­ra po­lí­ti­ca co­mo bem o con­se­guiu com a FNLA, com o PADEPA, com a FPD, com PLD e ten­tou com a UNITa-re­no­va­da. O Dr Abel Tchi­vu­ku­vu­ku é ví­ti­ma mas tam­bém é vul­ne­rá­vel e que hou­ve mui­ta in­ge­nui­da­de da par­te de­le ao fa­zer ali­an­ças. A CASA-CE era/é o Re­en­con­tro dos po­lí­ti­cos que nun­ca con­so­li­da­ram su­as po­si­ções, nas su­as for­ma­ções an­te­ri­o­res, não é a ma­tu­ri­da­de/ ido­nei­da­de po­lí­ti­ca que cri­ou a CASA-CE mas a res­pos­ta das ame­a­ças em su­as for­ma­ções de ori­gem e as ame­a­ças de ex­tin­ção nas even­tu­ais de­sai­res elei­to­rais sen­do as­sim, os pro­ble­mas exó­ge­nos nun­ca fo­ram bem dis­cu­ti­dos ana­li­sa­dos e re­sol­vi­dos. Eu sus­pei­tei dis­so des­de o mês de Mar­ço/abril de 2012 que foi a pro­cla­ma­ção eu­fó­ri­ca da CASA. Fui cha­ma­do no­mes, por não me ali­ar… A CASA-CE no ge­ral e o seu Presidente em par­ti­cu­lar ain­da es­ti­ve­ram/es­tão mui­to con­cen­tra­dos ao marketing po­lí­ti­co fo­ca­li­za­do no ex­te­ri­or da Co­li­ga­ção, ven­den­do ima­gem de cam­pa­nha po­si­ti­va no País e não con­se­gui­ram sis­te­ma­ti­zar a sua ex­pe­ri­en­cia in­ter­na, ali­nha­var a po­lí­ti­ca, a ide­o­lo­gia e so­bre­tu­do a re­la­ção de Po­der en­tre seus cons­ti­tuin­tes so­bre­tu­do o in­co­e­ren­te Vi­ce-Presidente Ale­xan­dre Se­bas­tião An­dré. Lin­do Ber­nar­do Ti­to e Tchi­vu­ku­vu­ku se tor­na­ram Vi­ce e Pre­si­den­tes sem mi­li­tân­cia par­ti­dá­ria de ne­nhum dos par­ti­dos in­te­gran­tes da CASA-CE e de lon­ge são os que mais de­tém Po­der de Fac­to e vi­si­bi­li­da­de ad­qui­ri­da quer na aca­de­mia quer no pas­sa­do po­lí­ti­co no PRS e UNITA res­pec­ti­va­men­te. Nos me­ses de Ou­tu­bro, No­vem­bro, De­zem­bro de 2011 em que se es­ta­va a de­se­nhar o CASA não se es­cre­veu cla­ra­men­te bem a ide­o­lo­gia a se­guir e os pa­râ­me­tros de al­ter­nân­cia en­tre Tchi­vu­ku­vu­ku e os que vi­ri­am a ser Vi­ces. Su­per­fi­ci­al, eu­fó­ri­co e pre­ci­pi­ta­do só se olhou na pre­pa­ra­ção das elei­ções de 2012. ALE­XAN­DRE SE­BAS­TIÃO AN­DRÉ ape­sar da sua car­rei­ra po­lí­ti­ca que emer­giu do ex­tin­to PAJOCA e das sa­las ne­bu­lo­sas do re­gi­me, olhou sub­til­men­te para Tchi­vu­ku­vu­ku co­mo o ca­mi­nho aber­to para se ga­nhar di­nhei­ro e ou a pon­te para ele vir a ser Presidente da Co­li­ga­ção. Ago­ra, o TRIBUNAL CONSTITUCIONAL es­tá dan­do “ca­ro­na” para o de­si­de­ra­to…nun­ca es­con­deu seu de­sen­ten­di­do do va­lor da Co­li­ga­ção. Ago­ra, o cas­te­lo de areia es­tá pres­tes a ba­lan­çar e oxa­lá não ve­nha abai­xo. Mas o Tribunal Constitucional que sempre jo­gou su­jo em de­mo­lir bo­as coi­sas, não irá des­can­sar en­quan­to não re­du­zir Tchi­vu­ku­vu­ku a Ngo­la Kam­ban­gu e ele­var Ale­xan­dre Se­bas­tião An­dré a Lu­cas Ngon­da nem que para tal a CASA-CE em 2022 ve­nha a ele­ger ape­nas 1 De­pu­ta­do que se­rá o pró­prio Ale­xan­dre Se­bas­tião An­dré. As­sim sen­do de­ve­mos cons­truir si­ner­gi­as e tra­zer a re­fle­xão e de­ba­te pú­bli­co so­bre aqui­lo que de­ve­rá ser o fu­tu­ro do Po­lí­ti­co tchi­vu­ku­vu­ku sem a CASA-CE, sem o DIA e sem o PO­DE­MOS-JÁ. Re­gres­sa­rá para UNITA ou In­gres­sa­rá no MPLA do seu com­pa­dre João Lourenço? A CASA-CE que veio para Sal­var An­go­la (CASA) en­tão tem, ur­gen­te­men­te, que sal­var-se a si pró­pria pri­mei­ra: “me­di­cis cu­ra te ip­su (mé­di­co, cu­ra-te a ti pró­prio).

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.